Ao contrário do que se possa pensar, Mary-Kate e Ashley Olsen não são gémeas idênticas, mas isso não impediu que fossem continuamente confundidas à medida que iam crescendo. Até agora. Aos 28 anos, as irmãs que começaram uma carreira no mundo do cinema, e daí evoluíram para a indústria da moda, apareceram diante dos jornalistas a exibir claras diferenças uma da outra. O duo marcou presença num evento de caridade em Nova Iorque, na passada quinta-feira, e foi notório o rosto visivelmente diferente de Mary-Kate.

Há quem diga que Mary-Kate se submeteu a operações plásticas, à semelhança do que aconteceu com a atriz Renée Zellweger no final do outubro. Diversos meios internacionais colocam essa mesma questão: o Mirror diz que a ex-atriz apresenta feições mais definidas e que as maçãs do rosto estão “totalmente diferentes”. O mesmo jornal britânico tentou chegar à fala com os representantes das agora estilistas de moda, mas ainda não há declarações capazes de acalmar os fãs, estes que estão a levar uma preocupação coletiva para o Twitter.



Em cima da mesa está também a hipótese de ter sido apenas uma escolha de maquilhagem diferente do habitual, até porque as fotografias tiradas no 2014 World Of Children Awards mostram uma Mary-Kate de cara lavada. Mas já antes Mary-Kate surpreendeu o grande público pela negativa, quando em 2004 fez-se ver no Hollywood Walk of Fame com claras diferenças físicas quando comparada com a irmã, estando bastante mais magra. Mary-Kate sofreu de anorexia, doença pela qual foi internada meses depois.

O duo ascendeu à fama quando partilhou o papel de Michelle Tanner na série de sucesso Full House, desde os seis meses aos oito anos de idade. Foi nessa altura que apostaram, de igual forma, em filmes próprios destinados a passar no pequeno ecrã, incluindo Bruxinhas ao ataque. A primeira longa-metragem foi Sarilhos com as gémeas, em 1995, seguida de trabalhos como Billboard Dad, When In Rome, Passport To Paris e New York Minute. Muitos dos filmes tinham como centro do enredo o facto de as irmãs serem muito parecidas, o que permitia trocarem de posições e confundir as restantes personagens dos filmes.

Mais recentemente também é notícia o alegado casamento, em outubro, entre Mary-Kate e o banqueiro francês Olivier Sarkozy, meio-irmão do ex-presidente daquele país. Estavam noivos há oito meses. O Mirror escreve também que fontes próximas do casal, que namorava há sensivelmente três anos, garantiram que estes quereriam uma cerimónia discreta e com apenas membros da família. Os supostos marido e mulher têm 17 anos de diferença.