As iniciativas do INR decorrem durante o dia de hoje, entre as 09:00 e as 17:00, no Centro de Reuniões da FIL, no Parque das Nações, em Lisboa, com destaque para o anúncio dos vencedores da primeira edição do prémio Concelho Mais Acessível, que vai premiar os municípios com maior e melhor acessibilidade aos cidadãos com necessidades especiais.

Além deste prémio, o INR tem igualmente prevista uma sessão de entrega de outras distinções, entre as quais o Prémio Cartaz 3 de dezembro, para o melhor trabalho gráfico que represente a mensagem subjacente ao dia, o Prémio Engenheiro Jaime Filipe, de inovação tecnológica, o Prémio Maria Cândida da Cunha, para desenvolvimento de informação e formação sobre deficiências ou incapacidades, e o Prémio Praia + Acessível.

Em matéria de protocolos, o INR vai assinar um com o Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial (GRACE), portal de promoção da responsabilidade social corporativa que congrega mais de 100 empresas. Serão igualmente assinados os protocolos no âmbito dos programas locais e nacional do Programa Significativo Azul, uma parceria entre o INR, a Federação Nacional de Cooperativas de Solidariedade Social (Fenacerci), a PSP e a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS).

O dia fica completo com a conferência “Desenvolvimento sustentável: a promessa da tecnologia”, a cargo do Instituto Politécnico de Leiria, estando a sessão de encerramento prevista para as 17:00.

Hoje, a Associação de Cegos e Ambliopes de Portugal (ACAPO), a Associação Portuguesa de Deficientes (APD) e a Confederação Nacional dos Organismos de Deficientes (CNOD) também realizam uma conferência de imprensa para assinalar o dia.

Na Assembleia da República, o dia é comemorado com uma sessão na sala do Senado, com apresentações de jovens da Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos com Incapacidade (Cerci) de Peniche e do Centro de Educação Especial Rainha D. Leonor, das Caldas da Rainha.

O ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social (MSESS), Pedro Mota Soares, além de marcar presença nas comemorações organizadas pelo INR, vai estar na apresentação do programa SEMEAR — Terra de Oportunidades, organizado pelo Banco de Informação de Pais para Pais (BIPP) — Inclusão para a Deficiência, um programa para habilitar jovens com necessidades especiais, através de formação nas áreas da agricultura e jardinagem.

À tarde, pelas 16:00, no Centro Cultural de Belém, vão ser entregues os prémios BPI Capacitar, em que a instituição bancária entrega 500 mil euros a 25 instituições privadas sem fins lucrativos que tenham projetos para promover a melhoria da qualidade de vida e a integração social das pessoas com deficiência.

O dia de hoje serve para lembrar e sensibilizar a sociedade para os direitos das pessoas com deficiência, tendo sido instituído em 1998 pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Dados do gabinete de estatística da União Europeia (Eurostat), relativos a 2011, mostram que menos de uma em cada duas pessoas adultas com deficiência na Europa têm emprego.

Segundo o Eurostat, em 2013, quase um terço das pessoas com deficiência na Europa estavam em risco de pobreza, havendo então perto de 44 milhões de pessoas, com idade entre os 15 e os 64 anos, que afirmaram ter um qualquer tipo de deficiência.