A Guarda Costeira italiana informou este sábado ter localizado a 50 milhas da costa da Líbia várias embarcações à deriva com mais de 600 pessoas a bordo, tendo resgatado seis barcos.

A Guarda Costeira, que localizou os barcos a norte da costa da Líbia, revelou que o Centro Nacional de Salvamento de Roma coordenou as operações de resgate a seis das embarcações após ter recebido chamadas de socorro a partir de telefones com ligação via satélite.

Segundo o comunicado, dois navios mercantes e a embarcação “Peluso” da Guarda Costeira localizaram os barcos em dificuldades. Desconhece-se o destino dos imigrantes a bordo.

O episódio ocorre na mesma semana em que se soube que mais de 300 pessoas poderiam ter morrido quando tentavam alcançar a costa italiana, situação que gerou fortes críticas no país.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As vozes de protesto consideram insuficiente a missão da União Europeia destinada a vigiar aquela zona do Mediterrâneo.