A nova música das Pussy Riot, uma banda punk rock de caráter feminista e ativista, é em inglês e inspirada em Eric Garner, o negro que foi sufocado mortalmente por um polícia de Nova Iorque em julho de 2014, conta o Vox. E não só, mas já lá vamos… O nome da música, “I Can’t Breathe” (não consigo respirar), denuncia a intenção de censurar o abuso de força policial, já que essa foi a última frase do norte-americano de 43 anos. No vídeo aparecem a ser enterradas com vida, vestindo um uniforme da polícia antimotim russa.

“Nós conhecemos, sentimos na pele, o sabor da brutalidade da polícia e não podemos ficar caladas sobre isso”, explicaram Nadya Tolokonnikova e Maria Alyokhina ao Buzzfeed News por email. Ao Guardian, a dupla disse que escreveu a canção depois de participar nos protestos contra a ação policial. As russas afirmaram ainda que, para além da homenagem a Garner, a nova música é dedicada “a todos aqueles que sofrem num estado de terror — mortos, sufocados, que morrem por causa da guerra ou violência policial –, àqueles que lutam na rua por uma mudança e aos prisioneiros políticos”.

“‘I Can’t Breathe’ foram as últimas palavras de Eric Garner. Essas palavras são dele, mas esperamos que elas nos possam valer também a nós e para muitos outros à volta do mundo, para aqueles que não conseguem respirar porque as autoridades atuam com impunidade e se sentem invencíveis e por cima da lei, usando o poder para humilhar, intimidar, magoar, matar e oprimir. Nós conhecemos, sentimos na pele, o sabor da brutalidade da polícia e não podemos ficar caladas sobre isso”, explicaram num comunicado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A morte de Garner, um homem asmático com 160 quilos, está imortalizada na internet. No vídeo podem ouvir-se os seus desabafos, pedindo que o deixassem em paz — Garner estaria alegadamente a vender tabaco ilegalmente. Até que foi abordado por quatro polícias, sendo que um deles, Daniel Pantaleo, acabaria por sufocá-lo mortalmente, mas não enfrentaria qualquer acusação criminal, o que motivaria os tais protestos na rua.

https://www.youtube.com/watch?v=pvATEjsf41g

“Nós não pudemos mesmo respirar durante o ano passado”, admitiram ao Buzzfeed News. Outra motivação para esta música, a primeira da banda em inglês, é o conflito na Ucrânia. “A Rússia está a enterrar-se a ela própria com vida. Está a cometer suicídio. Diariamente. E, por isso, a música ‘I Can’t Breaht’ é sobre nós e o nosso país também. É sobre a Rússia, igualmente”, esclareceram. Ou seja, a imagem do enterro no vídeo diz respeito tanto às vítimas de força policial, como Eric Garner, como aos soldados russos que estão a perder a vida na ocupação ao país vizinho.

Estas duas mulheres, que já passaram 16 meses na prisão por montarem um pequeno show anti-Putin numa catedral de Moscovo, escreveram e compuseram “I Can’t Breathe”, mas não a cantam. Para isso convidaram duas outras duas bandas russas. The Jack Wood e Scofferlane.