Pelo menos 32 pessoas morreram esta quarta-feira de manhã numa explosão de gás numa mina de carvão em Donetsk, no leste da Ucrânia, revelou o presidente do parlamento ucraniano.

Em declarações aos deputados, Volodymyr Groysman considerou o acidente como “uma terrível tragédia” e pediu um minuto de silêncio pelas vítimas. “Aconteceu uma terrível tragédia esta manhã na mina de Zasyadko. O número de vítimas chega aos 32”, disse aos deputados.

Inicialmente, as autoridades ucranianas revelaram que existia apenas uma vítima mortal, 14 feridos e cerca de 70 mineiros ainda presos. Mikhail Volynets, porta-voz da autoproclamada República Popular de Donetsk, disse à France-Presse que, na altura do acidente, estavam 207 mineiros no subsolo e 53 na área afetada. Não se sabe o que aconteceu aos restantes mineiros. “Podem estar mortos”, referiu.