O veículo Curiosity da NASA está parado no solo marciano desde o dia 27 de fevereiro, depois de um curto-circuito ter levado à avaria do aparelho, escreve o jornal espanhol El País.

Segundo o mesmo jornal, a avaria registou-se no dia 911 em Marte, contado desde que a missão Curiosity chegou ao planeta vermelho, a 6 de agosto de 2012. O veículo, um todo-o-terreno, tem o tamanho de um automóvel e pesa cerca de 900 quilos. Os engenheiros que têm tentado perceber o que aconteceu com o Curiosity chegaram à conclusão de que o aparelho tem curto-circuitos intermitentes. O último destes aconteceu no dia 5 deste mês.

O robot Curiosity tem como objetivo explorar o solo marciano para perceber se o planeta foi habitado no passado. Desde a aterragem, em agosto de 2012, a missão já fez algumas descobertas importantes. Por exemplo, o aparelho permitiu detetar a presença de carbono, hidrogénio, oxigénio e fósforo, o que indica que o planeta poderá suportar micro-organismos. Alguns minerais analisados mostraram também que poderá haver água doce.

No entanto, não foi descoberto metano na atmosfera marciana, um elemento procurado pelos cientistas, que continuam a investigar. O metano na Terra é um subproduto de organismos vivos.