No dia-a-dia, podemos dizer que uma base funciona praticamente como uma armadura. Deixa o nosso tom de pele homogéneo, esconde algumas imperfeições e protege contra as agressões externas. Sem uma pele bem preparada, tudo o que colocarmos depois será, praticamente, irrelevante e nem a melhor sombra ou a melhor máscara do planeta vão fazer milagres. E embora quem tenha pele normal possa usar praticamente quase tudo, o mesmo não podemos dizer de quem sofre com pele seca, sensível ou oleosa. Daí que encontrar uma base que encaixe em todas as necessidades da nossa pele é quase como encontrar o Santo Graal da maquilhagem.

Uma base errada, e não estamos a falar de usar tons mais escuros ou mais claros, pode trazer consequências desagradáveis: reações alérgicas, secura da pele ou, em última análise, simplesmente não corresponder ao resultado que esperava ter – ou seja, mais valia não ter posto nada. E mais: só porque uma base é tão conhecida e tantas beauty bloggers falam dela, não significa que seja também perfeita para si. O grande enigma a resolver? Tendo em conta o seu tipo de pele e as necessidades que tem, descobrir quais as bases adequadas.

Peles com tendências acneicas

Quem sofre com o acne adulto sabe que encontrar uma base que não provoque (ainda mais) acne pode ser uma missão impossível. Aqui, o objectivo é matar dois, ou neste caso três, coelhos de uma cajadada só: 1) usar produtos que sejam livres de substâncias irritantes, como fragrâncias, parabenos ou óleos; 2) que sejam enriquecidos com ingredientes ativos de combate ao acne; e 3) que tenham uma textura que cubra, e esconda, este problema. As nossas sugestões: Shiseido tem uma fórmula líquida leve que adere naturalmente à pele, ocultando poros e cicatrizes de acne; A base de Clinique, além de cobrir, trabalha para curar o acne, reduz a vermelhidão e controla a oleosidade; A fórmula de Vichy é de alta tolerância hipoalergénica, tem propriedades calmantes e esconde a vermelhidão e o acne; Por último, para quem procura uma fórmula mais leve que uma base, o BB Cream Pure de Maybelline, minimiza as borbulhas ao mesmo tempo que purifica e hidrata a pele.

Artigo bases 1

Perfect Refining Foundation, Shiseido, PVP: 40€; Dermablend Fond de Teint Fluide, Vichy, PVP: 18,60€; Anti-Blemish Solutions, Clinique, PVP: 30€; Dream Pure BB, Maybelline, PVP: 10,99€.

Peles baças e sem brilho

Os meses de inverno tendem a apagar o brilho da nossa pele – aquele que temos durante o verão graças à praia, ao sol, às férias, às caipirinhas… Para o combater, as armas secretas são as bases que contenham ingredientes hidratantes e refletores de luz porque vão criar um brilho natural. Assim, pode dizer adeus ao look “doente”. As nossas sugestões: A base de Dior ilumina a tez graças a uma fórmula de esferas ocas de sílica que capturam e difundem a luz pela pele; Lancôme combina pigmentos bióticos e minerais que vão reproduzir a luminosidade interior da pele; Clarins tem uma base leve e hidratante para aumentar a luminosidade e o brilho do rosto; E para acabar com os dias cinzentos da nossa pele, L’Oréal Paris tem uma fórmula aérea que, ao ser aplicada, se expande e cobre todo o rosto num acabamento luminoso.

Artigo bases 2

Diorskin Star, Dior, PVP: 40€; Teint Miracle, Lancôme, PVP: 43,16€; Nude Magique Eau de Teint, L’Oréal Paris, PVP: 14,99€. True Radiance, Clarins, PVP: 42€.

Peles secas e sensíveis

Está a ver aquele odioso efeito rachado com que fica na pele, como se tivesse fendas? O mais provável é estar a sufocá-la com camadas e camadas de uma base errada que, quanto mais aplica, pior fica. Peles secas e sensíveis querem produtos livres de óleos, químicos, parabenos, fragrâncias e que garantam hidratação extra porque, ao ter poucas barreiras de proteção, uma base que não proteja e hidrate vai anular a pouca proteção que a pele já tem. Parece difícil? Não se assuste porque há muitas sugestões que vão encaixar perfeitamente nestes problemas: A base Studio Sculpt de MAC hidrata e revitaliza ao mesmo tempo que cobre; Sisley tem uma composição rica em activos de origem vegetal e Vitamina E que vão hidratar, proteger e reforçar as defesas naturais da pele; Bobbi Brown consegue criar um efeito segunda pele graças à sua tecnologia de hidratação que a deixa com a sensação de acolchoada, confortável e limpa; E La Roche-Posay chega até às peles mais intolerantes – corrige todas as imperfeições e proporciona um conforto de longa duração.

Artigo bases 3

Studio Sculpt, MAC, PVP:  42€; Phyto-Teint Expert, Sisley Paris, PVP: 85€; Skin Foundation, Bobbi Brown, PVP: 45€; Toleriane Teint, La Roche-Posay, PVP: 19€.

Peles oleosas

No extremo oposto da seca, uma pele oleosa vai produzir ainda mais sebo quando confrontada com produtos errados. Nestes casos, as bases devem ter acabamentos mate, de forma a absorver o excesso de óleo e impedi-lo de vir à superfície da pele. Se tem medo de usar bases líquidas ou cremosas porque pensa que vão aumentar, ainda mais, o brilho, estamos aqui para lhe provar o contrário: Makeup Factory cria um resultado mate e reduz o brilho oleoso; Clarins consegue regular a produção de sebo através do seu complexo de origem vegetal ‘skin detox’; E Estée Lauder absorve a oleosidade deixando a pele com um aspecto natural e fresco, mesmo após actividade intensa. Se mesmo assim, prefere as bases em pó, Vichy tem uma textura semi-mate que proporciona um acabamento aveludado e Mary Kay consegue controlar o brilho num mix de base com pó.

Artigo bases 4

Oil-Free Foundation, Makeup Factory, PVP:19,50€; Ever Matte, Clarins PVP: 33€; Double Wear Stay-in-Place Makeup, Estée Lauder, PVP: 34€; Teint Idéal Base Compacta, Vichy, PVP: 25€; Base Mineral em Pó, Mary Kay, PVP: 16,50€.

Peles normais e mistas

A pele normal é aquela que tem uma fisiologia regular, ou seja, sem excessos nem carências. No entanto, o tipo de pele mais comum é a mista e caracteriza-se pela famosa zona T (testa, nariz e queixo) com oleosidade e outras zonas com secura. E para estas peles os melhores produtos são os oil free e à base de água porque se vão adaptar perfeitamente a todas as zonas do rosto. As nossas sugestões: A fórmula Nude de Dior combina água mineral e água floral para um resultado saudável; Clinique tem um conceito inteligente que cria uma cobertura ajustável que hidrata onde precisa e absorve o óleo quando é necessário; Com máxima cobertura, CK One tem um acabamento natural e ingredientes como Vitamina E que protegem a pele de danos futuros. E Givenchy tem uma base ultra-leve que matifica e, ao mesmo tempo, controla o brilho da pele, ideal para as mistas.

Artigo bases 5

Diorskin Nude, Dior, PVP: 44,50€; Superbalanced Makeup, Clinique, PVP: 28,80€; All Day Perfection Face Makeup, CK One, PVP: 30€; Eclat Matissime, Givenchy, PVP: 42€.

Peles maduras

Os ingredientes que usamos nos cremes anti-idade, também podem ser usados na maquilhagem para um cuidado extra. Desde antioxidantes aos hidratantes super fortes, as bases para peles maduras têm de, basicamente, ajudar a reverter o tic tac do relógio. E há muito por onde escolher: Para quem gosta de fórmulas leves, Oriflame tem um creme CC que alia os benefícios de um cuidado anti-idade ao corretor de imperfeições; Yves Saint Laurent tem um sérum com cor que, enquanto cobre, neutraliza visualmente os efeitos do envelhecimento; Makeup Factory tem uma base acetinada com ação anti-idade e que proporciona um efeito de lifting; E Mary Kay consegue agir em duas frentes: tem benefícios antienvelhecimento, para proteger, e cobre as imperfeições, controlando o brilho e a oleosidade durante o dia.

Artigo bases 6

Giordani Gold CC Cream, Oriflame, PVP: 23€; Youth Liberator Sérum de Teint, Yves Saint Laurent, PVP: 60€; Velvet Lifting Foundation, Makeup Factory, PVP: 28€; TimeWise Base de Maquilhagem, Mary Kay, PVP: 16,50€.