Rádio Observador

Receitas

Hummus de beterraba assada

523

As boas-vindas à primavera são dadas em tons de rosa com esta colorida versão do hummus proposta por Joana Alves, do blogue Le Passe Vite.

Lá fora um vento frio teima em embrulhar-se nas árvores e há uns quantos farrapos cinzentos a querer esconder o azul o do céu, mas o calendário não engana. A primavera voltou finalmente. Ainda tem de vencer esta timidez, própria de quem acabou de chegar, mas já se sente no ar o cheiro a dias mais coloridos. A manhãs solarengas, a piqueniques na relva e aos primeiros jantares debaixo das estrelas.

Este hummus não quis esperar mais e deixou-se tingir pelo irresistível tom fúcsia das beterrabas, numa versão bem vaidosa do famoso dip, e aqui entre nós não poderia pensar numa melhor maneira de receber esses dias pintados de coisas boas. Adoro a combinação do sabor profundo das beterrabas com o doce primaveril do funcho e o caramelo do balsâmico, tudo misturado numa colorida amizade feita lentamente no forno. Depois é só envolver com a cremosidade do grão-de-bico, salpicá-lo com o crocante dos pistácios e passar horas a petiscar, perdidos em conversas com os amigos.

Bem-vinda primavera. Tínhamos saudades.

hummus_beterraba_1

hummus_beterraba_2

Hummus de beterraba assada

Ingredientes (para 4 a 6 pessoas)

2 beterrabas médias
250 g de grão-de-bico cozido
2 colheres de sopa de tahine
Sumo de 1/2 limão
3 dentes de alho
2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
1 colher de sopa de azeite
2 raminhos de tomilho fresco
2 raminhos de funcho fresco
1 folha de louro
Sal marinho integral
Pimenta preta moída na hora

Para servir
Azeite
Pistácios
Funcho fresco
Micro vegetais
Pimenta preta moída na hora

Preparação

Pré aquecer o forno a 18oº e colocar uma folha de papel vegetal num tabuleiro.
Descascar as beterrabas e cortar em quartos ou oitavos, conforme o tamanho.
Colocá-las no tabuleiro e regar com o azeite e o vinagre balsâmico.
Acrescentar os alhos descascados e ligeiramente esmagados, o funcho, o tomilho e a folha de louro e temperar com um pouco de sal e pimenta preta.
Tapar o tabuleiro com papel metálico e levar ao forno entre 30 a 45 minutos.
Retirar do forno e deixar arrefecer um pouco antes de destapar.
Retirar a folha de louro e o tomilho e passar tudo para um processador de alimentos aproveitando o molho do assado.
Acrescentar o grão de bico, o tahine, o sumo de limão e um fio de azeite e triturar até se obter um puré grosso.
Servir num prato com um fio de azeite, uma mão cheia de pistácios grosseiramente picados, funcho e micro vegetais e polvilhar com pimenta preta acabada de moer.

Dica: O tahine é uma pasta de sementes de sésamo que podem encontrar em lojas de produtos naturais e em algumas áreas de alimentação saudável dos hipermercados.

hummus_beterraba_3

Joana Alves é autora do blogue Le Passe Vite.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)