Lembra-se daquele “não sei o quê” que de repente sentiu quando se cruzou com alguém, que nasceu “não sabe onde”, que veio “não sabe como” e que até dói, mas “não sabe porquê”? Pois agora já se sabe tudo. A resposta está nos traços biológicos que o ser humano desenvolveu ao longo do tempo. Um grupo de cientistas de Génova explicou quais são os segredos para a sensualidade e atração e o Telegraph elencou-os.

Eis pois, à luz da ciência, o que nos torna atraentes para os outros:

Simetria facial e corporal

Os conceitos de beleza variam, mas existem conceções comuns a todas as culturas do mundo: uma delas é a simetria facial. A semelhança entre ambos os lados do rosto indica a presença de genes mais interessantes para o parceiro.

Mas não só de expressão física se faz a atração: a simetria do rosto costuma associar-se à extroversão e à gentileza. As pessoas com melhor aspeto físico costumam ter maior facilidade em fazer amigos e em manter um emprego.

É uma questão de sobrevivência: a simetria torna-se sexualmente mais atraente para um parceiro porque indica um cruzamento genético mais saudável. Do mesmo modo, os homens preferem mulheres com menor separação entre os seios, porque esse é um indicador de fertilidade.

E também é uma questão de prazer, já que alguns estudos indicam que as mulheres que tiveram relações sexuais com homens corporalmente mais simétricos atingiram mais orgasmos.

Comprimento dos dedos

Parece que existe uma relação entre o tamanho dos dedos e os níveis de testosterona: quanto mais comprido for o dedo anelar em comparação com dedo indicador, maior a produção de testosterona pelos homens.

Porque é que isto importa para as mulheres? Normalmente, os homens com maior concentração desta hormona na corrente sanguínea têm esperma mais rico em espermatozoides, tornando-se mais férteis.

Em contrapartida, cientistas da Universidade de Oxford dizem que homens com o dedo anelar mais longo tendem a ser mais promíscuos.

Cabelo claro

Vários estudos indicam que loiras de olhos azuis são a preferência masculina há 11 mil anos, quando esta combinação evoluiu entre as tribos do norte da Europa para criar a raça caucasiana.

Para estas populações, a perda de pigmentação trazia vantagens para a evolução da humanidade, pois permite a entrada dos raios ultravioletas para uma sintetização das vitaminas mais eficaz.

As mulheres caucasianas brancas têm níveis de estrogénio mais altos que as morenas e os seus traços costumam ser mais finos: têm narizes mais pequenos, queixos mais bicudos, pele mais suave e menos pelos.

No entanto, as mulheres mais bonitas do mundo na opinião masculina são morenas, como indica um estudo publicado no Jornal Escandinavo da Psicologia.

Formato do corpo

A expressão “tirar as medidas” adequa-se perfeitamente à realidade: os homens preferem mulheres com uma relação entre a cintura e a anca de sete para dez. O tamanho da anca e do peito são fatores muito importantes porque oferecem indícios de fertilidade.

E o peso também conta: para os homens, uma mulher com um índice de massa corporal de 20.85 está “no ponto”.

Os homens, por outro lado, são mais atraentes se a relação entre a cintura e a anca for de nove para dez. São mais atraentes se tiverem maxilares largos, queixo amplo e sobrancelhas mais grosseiras. Depois, as mulheres também ligam ao ângulo entre os olhos e a boca e ao comprimento facial.

A questão dos pelos do rosto também se coloca: elas preferem rostos masculinos com a barba aparada em vez de uma depilação total. Já a gordura ideal num homem atraente é de 12%, porque este valor indica um sistema imunitário mais resistente.

Até a linha que separa a íris no globo ocular tem importância: quanto mais escura for essa linha, mais atraente se considera essa pessoa.

Cheiro

As feromonas são substâncias químicas que alguns animais segregam para atrair um parceiro para acasalar. Os cientistas ainda não conseguiram descobrir se o ser humano também utiliza feromonas para conquistar membros do sexo oposto, mas os cheiros têm importância na sensualidade e na atração de uma pessoa.

Alguns estudos provaram que os humanos são capazes de cheirar o sistema imunitário dos outros e é por isso que um homem e uma mulher se escolhem um ao outro de forma a garantir que os filhos saem saudáveis. Além disso, preferimos pessoas com uma herança genética diferente da nossa.

Para entender melhor esta questão dos cheiros, fez-se uma experiência: pediu-se as mulheres que cheirassem algumas camisolas sujas de suor. E descobriu-se que elas preferem os cheiros provenientes dos homens com maior nível de testosterona e no pico da fertilidade.

Mas houve um pequeno pormenor que veio influenciar a forma como as mulheres percecionam os cheiros: chama-se pílula e altera os padrões hormonais femininos.

Voz e boca

Os homens deixam-se arrepiar por vozes seguras e sussurradas, porque denotam juventude e uma estrutura corporal mais esguia.

Já as mulheres gostam de tons de voz baixos, porque associam-se a estruturas corporais maiores.

E depois há que dar a devida importância à “curva mais bonita do corpo humano”, o sorriso. Os homens gostam de mulheres que sorriem, mas o contrário não é verdade.