Mais de 978 imigrantes ilegais vindos de África e do Médio Oriente foram resgatados no Mar Mediterrâneo na passada sexta-feira. A notícia chegou pela Guarda da Costa Italiana via Twitter e é revelada pela CNN. A maioria dos imigrantes ilegais usa a Líbia como país de passagem.

Nos três primeiros meses deste ano chegaram a Itália mais de dez mil imigrantes e só no primeiro fim de semana de abril chegaram dois mil ao canal da Sicília, concluiu a Organização Internacional para as Migrações (OIM). A maioria chegou de países do magrebe, diz a mesma instituição.

Muitos não conseguem concretizar a chegada. Desde o início do ano, morreram pelo menos 480 pessoas na passagem pelo Mediterrâneo — a maioria por causa do mau tempo e pelas embarcações superlotadas usadas por contrabandistas. A maioria dos imigrantes vai em busca de asilo e torna-se vítima de tráfico e violência. Há muitas crianças e mulheres grávidas, constata a OIM.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR