Mark Zuckerberg anunciou na quinta-feira que a campanha de solidariedade que permitia aos utilizadores do Facebook doarem dinheiro para ajudar na recuperação do Nepal, angariou 10 milhões de dólares. O fundador da rede social garantiu que a empresa vai doar mais dois milhões de dólares, para assim entregar 12 milhões de dólares à organização International Medical Corps que já está no terreno a dar apoio aos sobreviventes do terramoto.

Zuckerberg, fundador do Facebook, escolheu a rede social para anunciar o resultado da campanha global de recolha de fundos, para a qual cada um dos mais de mil milhões de usuários do Facebook podia contribuir. “Em tempos de crise, a necessidade de as pessoas se ligarem e de partilharem umas com as outras torna-se mais urgente”, escreveu Zuckerberg na sua conta oficial, afirmando que tanto o WhatsApp como o Messenger estão a ser usados no Nepal e que os grupos do Facebook estão a ser utilizados para organizar ajuda.