Olá

833kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Figo condena reeleição de Blatter: "Hoje foi outro dia negro em Zurique"

Este artigo tem mais de 5 anos

O jogador português divulgou uma nota na sua conta no Facebook a criticar o resultado das eleições à presidência da FIFA e afirma que o resultado demonstra "como a organização está doente".

"A votação serviu apenas para caucionar a eleição de um homem que não pode manter-se à frente do futebol mundial", afirma Figo
i

"A votação serviu apenas para caucionar a eleição de um homem que não pode manter-se à frente do futebol mundial", afirma Figo

AFP/Getty Images

"A votação serviu apenas para caucionar a eleição de um homem que não pode manter-se à frente do futebol mundial", afirma Figo

AFP/Getty Images

O jogador português Luis Figo publicou esta sexta-feira uma nota na sua conta no Facebook a condenar o resultado das eleições à presidência da FIFA, que reconduziram Joseph Blatter no cargo para um quinto mandato.

Para o português, o escrutínio serviu apenas para “caucionar a eleição de um homem que não pode manter-se à frente do futebol mundial”.

“Não se pode liderar a FIFA fazendo tábua rasa das mais elementares regras de transparência, legalidade e democracia. Elas não estavam reunidas, como denunciei e se verificou. Ou o senhor Blatter sabia e foi conivente com os atos de corrupção e tráfico de influências, ou, se não sabia – como ele diz –, é porque não tem capacidade para liderar a FIFA. Não há outra forma de ver o problema”, afirmou.

Figo diz ainda que a reação de Blatter “ofende a inteligência de todos nós”, quando diz desconhecer os casos de corrupção apurados esta semana. “Perante tantas evidências, o facto de o principal responsável por a FIFA ter chegado a este ponto ter sido reeleito diz bem de como a organização está doente”, alega.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Sobre a sua atitude combativa diante das denúncias de corrupção, justifica: “O que fiz foi denunciar o que vivi diretamente. Voltaria a fazê-lo e permaneço disponível para ajudar a FIFA a reerguer-se de tudo isto”, disse o jogador que chegou a ser candidato a esta eleição, mas retirou entretanto a sua candidatura.

A nota de Figo pode ser lida abaixo na íntegra:

Esta votação serviu apenas para caucionar a eleição de um homem que não pode manter-se à frente do futebol mundial. Ao...

Posted by Luís Figo on Viernes, 29 de mayo de 2015
 
Assine um ano por 79,20€ 44€

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Para continuar a ler assine o Observador
Assine um ano por 79,20€ 44€
Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Verão 2024.  
Assine um ano por 79,20€ 44€
Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Este verão, mergulhe no jornalismo independente com uma oferta especial Assine um ano por 79,20€ 44€
Ver ofertas Oferta limitada