O Planetário do Porto – Centro de Ciência Viva reabre oficialmente ao público a partir desta quarta-feira, agora como o maior planetário digital do país. Nesta nova fase apresentará pela primeira vez em Portugal filme imersivo fulldome “Vida – uma história cósmica”.

Sentados no planetário com a cúpula redonda por cima das cabeças, os visitantes poderão assistir à história da vida na Terra, viajando entre astros, entrando nas células ou mergulhando nos oceanos primitivos. A voz de Diogo Infante acompanhará a sessão criada pelo Planetário Morrison, da Academia de Ciências da Califórnia. Esta história de 14 mil milhões de anos, teve um orçamento estimado de 1,2 milhões de dólares (cerca de 1,34 milhões de euros), segundo o IMDB.

“Como surgiu a vida na Terra?” É a pergunta-chave deste documentário de 25 minutos. A viagem começa numa floresta, mergulha no interior das folhas e dos cloroplastos, mas depressa regressa ao início do universo e ao Big Bang. A formação das galáxias, incluindo a Via Láctea, o nascimento do Sol e dos planetas que o rodeiam, as primeiras moléculas nos oceanos primitivos e a explosão de vida no planeta.

Durante a semana o planetário estará aberto a escolas mediante marcação e durante o fim-de-semana recebe famílias. A sessão “Vida – uma história cósmica” acontecerá de terça a quinta-feiras às 15 horas e aos feriados e fins-de-semana às 16h30. Os preços e horários podem ser consultados aqui.