A CMVM quer que a SAD do Sporting Clube de Portugal preste informações aos mercados sobre as notícias que dão conta da contratação de um novo treinador para o clube – leia-se, Jorge Jesus. Até lá, a negociação de ações do clube estarão suspensas na bolsa.

“O Conselho de Administração da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) deliberou, nos termos do artigo 214º e da alínea b) do n.º 2 do artigo 213º do Código dos Valores Mobiliários, a suspensão da negociação das ações do Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD., até à divulgação de informação relevante sobre o emitente”, explica num curto parágrafo a CMVM.

Recorde-se que as informações disponíveis sobre a contratação de Jesus indicam que o custo para o Sporting será de 6 milhões, com a ajuda de acionistas do clube como o empresário angolano Álvaro Sobrinho. O Sporting fez ontem um comunicado dizendo que o negócio não envolve financiamento externo, além do decorrente de acionistas do clube (como é Álvaro Sobrinho, por exemplo). Até aqui, o presidente Bruno de Carvalho nem confirmou a contratação, nem tão pouco o custo e financiamento da operação. Só mesmo a saída de Marco Silva foi confirmada, alegando justa causa.