Cerca de 200 trabalhadores da EMEF – Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário interromperam por meia hora uma linha de comboio junto ao Entroncamento, após um plenário, em protesto contra a privatização da empresa, constatou a Lusa no local.

O corte da linha ocorreu às 11:38 e reteve a passagem de um comboio alfa-pendular com origem no Porto.

Às 12:06, os trabalhadores saíram da linha, deixando passar o comboio, e começaram a desmobilizar.

Fonte da CP confirmou à Lusa que um comboio alfa-pendular ficou retido junto à estação do Entroncamento, “porque a linha foi ocupada”.

Cerca de uma dezena de agentes da PSP foram chamados ao local, mas acabaram por não intervir.

O plenário nacional da EMEF teve início às 10:30 e contou com a presença do secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos.