Cerca de 300 pessoas foram resgatadas no mar Mediterrâneo, ao largo da costa da Líbia, por três embarcações, informou este sábado a Organização Não Governamental Médicos Sem Fronteiras (MSF).

Em comunicado, citado pela agência de notícias espanhola EFE, os MSF referem que o resgate ocorreu na sexta-feira e contou com a participação de um barco desta organização humanitária, que tem capacidade para 300 pessoas e uma tripulação de 18 elementos, incluindo pessoal médico.

Entre os 300 resgatados, havia 22 mulheres, duas das quais grávidas, e 14 menores, que se encontravam em bom estado de saúde.

De acordo com os MSF, a maioria dos resgatados era proveniente da Gâmbia e do Senegal, mas havia também eritreus, etíopes e malianos.