A Presidente brasileira, Dilma Rousseff, pediu, na quinta-feira, aos governadores dos 27 Estados do seu país que colaborem para desenvolver um “projeto de cooperação federal” que permita cumprir os compromissos do seu mandato até 2018.

“Conto com vocês e quero dizer-lhes, do fundo do meu coração, que podem contar comigo”, afirmou Rousseff no Palácio da Alvorada, residência oficial, durante o primeiro encontro com todos os governadores do segundo mandato do seu Governo.

Para Rousseff, “o essencial do Brasil passa pelos estados e municípios” e, nesse sentido, “se não temos um projeto de cooperação federal no qual nos articulemos e façamos com que dê frutos e resultados, não estaremos a seguir o melhor caminho, que é o da cooperação”.

A Presidente recordou que tanto ela como os governadores tem “um património em comum” ao serem “eleitos num processo democrático bastante amplo” e, por isso, terem um compromisso com “a democracia” e com “o voto democrático e popular”.

“Nas últimas eleições assumimos compromissos perante os eleitores, expressados nos nossos planos de Governo de quatro anos, portanto até 2018”, salientou.

O Governo brasileiro atravessa uma crise política agravada pelo escândalo de corrupção da petrolífera Petrobras. Além disso, enfrenta dificuldades no plano económico, com uma inflação que deve chegar, no final do ano, aos 9%, o dobro da meta oficial, e uma previsão de contração do PIB de 1,4%.