Que Portugal é um destino turístico reconhecido e premiado já não é novidade. Mas que alternativas aos pacotes mais tradicionais existem para quem nos visita? A propósito do Dia Mundial do Turismo, que se celebra este domingo, o Observador foi procurar saber como Portugal é vendido em algumas agências de viagens online e escolhemos quatro propostas originais.

Começamos com uma visita de comboio (Train tour of Portugal) por três cidades portuguesas: Lisboa, Porto e Coimbra. O mote para a viagem é descobrir a “verdade” por detrás do ditado “Lisboa pavoneia-se, enquanto o Porto trabalha e Coimbra estuda”. O repto está no site da agência de viagens lemonvalleyholidays.com (especialista em três destinos, um dos quais Portugal, os outros são Espanha e Marrocos). A viagem de sete dias custa 1.295 euros por pessoa e inclui uma visita guiada a pé pelas ruas da capital, um espetáculo de Fado de Coimbra e um cruzeiro no Rio Douro.

Cais de Gaia, um dos pontos de partida dos cruzeiros no Douro (Crédito: George Rose/Getty Images)

Quem quer conhecer Lisboa – em especial o bairro de Alfama -, mas não gosta de andar a pé, pode optar por uma visita guiada de Segway. A proposta é do site viator.com, do grupo Trip Advisor. O passeio inclui a visita ao castelo de São Jorge, à Sé e à igreja barroca de Santo António. E há ainda tempo para umas paragens para degustar algumas das delícias da capital, como um pastel de nata ou um gelado no Santini. A excursão é limitada a grupos de oito pessoas, com preços a partir de 59 euros.

balada-bo-photo_12634117-770tall

Passeio de Segway por Alfama (Crédito: Louis P. / www.viator.com)

Mas como nem só de cidades e praia vive o turismo no nosso país, o site Birds & Nature Tours Portugal oferece uma proposta de turismo de natureza, dedicada especialmente aos apaixonados pela observação de aves. Os grupos de ornitólogos amadores ou profissionais têm um limite máximo de sete pessoas.

Uma das ofertas propõe uma visita de sete dias que inclui passagens pela Reserva Natural do Estuário do Tejo, em Alcochete; as planícies de Castro Verde; o Parque Natural do Vale do Guadiana e o Parque Natural da Ria Formosa e a Reserva Natural do Estuário do Sado,  locais que servem de habitat a diversas espécies de aves.

As opções de estadia passam pelo Hotel Quinta da Praia das Fontes (Alcochete) ou Hotel do Sado (Setúbal), com direito a pequeno-almoço. A viagem custa 1.750 euros por pessoa (inclui estadia, transfers e refeições em restaurantes, mas não inclui os voos), a que acresce uma taxa individual de 190 euros.

Pernilongo

Na fotografia pode-se ver um pernilongo, no Estuário do Sado (Crédito: Luís Mateus/Wikimedia Commons)

No segmento de luxo a oferta também é vasta, sobretudo nas estadias dedicadas ao golfe ou tratamentos em spas. E aqui, escolhemos uma oferta diferente, dentro do sub-segmento do turismo religioso.

A proposta é uma viagem pela herança judaica portuguesa (Jewish Heritage Tour) promovida pela agência Portugal Deluxe. O passeio de nove dias inclui passagens pelo Porto, Belmonte, Marvão, Castelo de Vide, Évora, Lisboa, Tomar, Óbidos, Sintra e Cascais. O objetivo é dar a conhecer a história dos judeus em Portugal, maioritariamente judeus sefarditas — uma divisão étnica judaica que representa comunidades que tiveram origem na Península Ibérica –, e as visitas são acompanhadas por guias especializados. A viagem custa 2.760 euros por pessoa, para grupos de quatro em época baixa.

Sinagoga de Belmonte (Crédito: Dafema/Wikimedia Commons)

Portugal, enquanto destino turístico, tem sido considerado como um fenómeno de moda, de tão popular que é. Os números falam por si. Na última edição dos “óscares” do turismo – os World Travel Awards  – conquistou 14 prémios. Foi considerado o 6.º numa lista dos 10 Países do Mundo Mais Belos do Mundo pelo portal turístico UCity Guides. Em 2013 e 2014, os leitores da edição espanhola da revista Condé Nast Traveler elegeram Portugal como o melhor país para visitar. E a lista das publicações e meios de comunicação que já atribuíram prémios na área do turismo a Portugal também é vasta: The Guardian,  New York Times, New York Post, El Pais/Lonely Planet, Forbes, CNN, Huffington Post, USA Today, Rough Guides, entre outros.

Segundo os dados do Turismo de Portugal, que analisam o primeiro semestre de 2015,  as receitas turísticas atingiram 4,6 milhões de euros (mais 12,2% que no mesmo período em 2014). Os cinco países de onde mais recebemos turistas são o Reino Unido, a Alemanha, a Espanha, a França e a Holanda. Fora da Europa, brasileiros e norte-americanos são aqueles que mais visita Portugal. O Algarve continua a ser a principal região eleita pelos turistas, seguida de Lisboa e Madeira. Mas números à parte, a diversificação da oferta em termos de percursos e opções também é importante e desejada.