Uma pessoa foi resgatada sem vida e quatro permanecem desaparecidas, em consequência do naufrágio de uma embarcação de pesca à entrada do porto da Figueira da Foz. Os restantes dois tripulantes foram salvos por uma moto de água da Polícia Marítima.

A embarcação de pesca naufragou esta terça-feira à entrada do porto da Figueira da Foz, perto das 19:30. De acordo com testemunhas oculares – pescadores que estavam naquele momento no molhe norte do porto – a embarcação estava a entrar na barra e enquanto esperava por uma ondulação favorável foi atingida por uma onda que a virou, naufragando-a.

Às 20h25, cerca de 45 minutos depois do naufrágio ocorrer, o único meio de salvamento visível no local era uma lancha da polícia marítima. Posteriormente, mesmo com mais meios no local, a agitação marítima atrasou o trabalho da Marinha, que procurava chegar ao local onde a embarcação naufragou.

Os populares e pescadores questionaram a ausência do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) e questionaram diretamente o presidente da Câmara da Figueira da Foz, João Ataíde, que se encontra no local, inteirando-se do sucedido.

João Ataíde, contudo, afirmou não ter autoridade nas questões que envolvem o porto da Figueira da Foz.