Está a ser uma segunda-feira crítica em Pequim e Nova Deli. As capitais da China e da Índia estão cobertas por uma densa e tóxica nuvem de poluição. Isto acontece enquanto os principais líderes mundiais — incluindo os destes dois países — se reúnem em Paris para discutir como combater as alterações climáticas.

Segundo avança a Reuters, o nível de alerta em Pequim foi elevado a “laranja”, o segundo mais alto da escala de poluição atmosférica. Autoestradas foram encerradas, obras foram suspensas e a população terá sido aconselhada a permanecer em casa, indica a agência.

Em Pequim, o índice de qualidade do ar (AQI, na sigla em inglês) mantém-se extremamente elevado e, em algumas partes da cidade, atingiu o valor máximo de 500 ultrapassando largamente as recomendações da Organização Mundial da Saúde. Nova Deli regista valores perto de 370. De referir que, acima de 300, este indicador é considerado “perigoso”.

Para além disto, a China e a Índia estão entre os países que emitem mais gases com efeito de estufa para a atmosfera. Uma das principais causas é a queima de carvão mineral para a produção de energia. Ora, este fim de semana, 20 países comprometeram-se em duplicar os investimentos em investigação sobre energia limpa. China, Índia, Estados Unidos, Indonésia e Brasil fazem parte do grupo.

Corrigido às 15h43.

Editado por Filomena Martins.