Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

“Tenho muita concertação lá em casa! E já é um treino”. Foi a resposta de António Costa a uma das perguntas colocadas pela revista Caras, na primeira entrevista do líder do Governo desde que na quinta-feira tomou posse e se tornou no primeiro-ministro de Portugal.

O dirigente socialista posa na capa da revista ao lado dos filhos – Pedro e Catarina – e da mulher, Fernada, para mostrar “o seu lado mais privado”, como escreve a Caras. As fotografias é que não foram captadas no recato do lar de Costa, mas sim no Palacete Chafariz d’El Rei, um edifício do século XIX em Lisboa.

Foi aqui que a família se juntou para conversar pela primeira vez com a imprensa sobre a caminhada política de António Costa desde presidente da Câmara Municipal de Lisboa até à função que ocupa desde 26 de novembro. Fernanda Tadeu, mulher de Costa há 28 anos, assume que ter o marido à frente do país é “uma aventura maior”, mas que a família estava preparada para tal: “A preparação tem que ver com o facto de eles acreditarem que este desafio é maior do que nós, é pelo país”, explica o próprio Costa.

Já tinha sido assim quando o político de 54 anos decidiu candidatar-se à Câmara de Lisboa: “Vou detestar, mas tens de fazê-lo, porque caso contrário ficarás para o resto da vida com uma coisa por resolver”, terá dito Fernanda a António Costa na altura. Apesar de se ter embrenhado na vida política, Costa nunca terá deixado de ser um marido e um pai presente: “Está sempre a enviar-nos SMS, mostrando-se muito atento”, conta Fernanda. E acrescenta que Costa é “muito bom ouvinte. Ouve para decidir. Não constrói projetos sozinho”.

Não é exclusivo que um membro recém-chegado ao Governo se deixe entrevistar na intimidade. Há nove meses, Yanis Varoufakis era o novo ministro das Finanças da Grécia e aceitou abrir as portas da própria casa para a Paris Match realizar uma sessão fotográfica exclusiva. Apareceu ao lado da mulher a comer peixe grelhado e salada, a beber vinho de Santorini e a realçar que despreza “o sistema do estrelato”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR