O presidente do PSD defendeu hoje que os 100 dias do Governo foram dominados por preocupações populistas e que nunca foram tão claras as diferenças entre projetos políticos, reclamando para os sociais-democratas pensamento estratégico e reformista.

“O país conhece hoje dois projetos muito diferentes. Aquele que completa hoje 100 dias é um projeto a pensar no passado, na reversão, no andar para trás, nas preocupações mais de natureza imediata, inquestionavelmente mais dominado por preocupações mais populistas do que propriamente a pensar estrategicamente no país”, afirmou Pedro Passos Coelho.

Após votar para as eleições diretas para a liderança do PSD, às quais é o único candidato, Passos Coelho sublinhou que os sociais-democratas representam “rigorosamente o oposto” e “nunca as coisas foram tão claras, tão diferentes, tão evidentes, como são hoje”.