A procuradoria de São Paulo acusou, na quarta-feira, o antigo chefe de Estado brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva de ocultação de património e lavagem de dinheiro, noticia a imprensa brasileira.

Segundo a imprensa, Lula da Silva foi acusado de alegada ocultação de património e lavagem de dinheiro por ter supostamente recebido um apartamento de uma construtora envolvida no caso de corrupção da Petrobras.

Lula da Silva foi interrogado na sexta-feira pelo Ministério Público num outro processo relacionado com a investigação de corrupção na Petrobras.

Na queixa apresentada, escreve a imprensa local, o Ministério Público acusou o ex-Presidente de esconder que é dono de um triplex de luxo na cidade de Guarujá, no litoral de São Paulo, que está em nome da construtora OAS, empresa que está a ser investigada no caso corrupção na Petrobras.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Lula da Silva tem repetidamente negado ser dono do apartamento e de uma propriedade rural também situada no estado de São Paulo.

A imprensa brasileira noticia também que a mulher de Lula da Silva, Marisa Letícia, e o filho, Fábio Luís Lula da Silva, conhecido por Lulinha, também foram denunciados por alegados crimes de ocultação de património e lavagem de dinheiro.