Rádio Observador

Estados Unidos da América

Movimento Estado Islâmico reivindica tiroteio em clube de Orlando

O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou a autoria do tiroteio numa discoteca em Orlando, nos EUA, que provocou 50 mortos, dizendo ter sido cometido por um "soldado do califado".

DAN HIMBRECHTS/EPA

O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou esta segunda-feira a autoria do tiroteio numa discoteca em Orlando, nos EUA, que provocou 50 mortos, dizendo ter sido cometido por um “soldado do califado”.

“Deus permitiu ao irmão Omar Mateen, um dos soldados do califado na América, realizar uma ghazwa (termo islâmico para designar um ataque) durante a qual conseguiu entrar num clube noturno de sodomitas na cidade de Orlando e matar e ferir mais de 100 deles”, refere a informação transmitida pela sua rádio oficial.

Logo no domingo, a agência de informação conotada com o Estado Islâmico (EI), a Amaq, tinha anunciado que o ataque a tiro num clube de Orlando tinha sido levado a cabo por um combatente do EI.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Socialismo

Má-fé socialista /premium

José Miguel Pinto dos Santos

Não é a situação social em Portugal muito melhor que na Venezuela — e que nos outros países socialistas? Sim, mas quem está mais avançado na implantação do socialismo, Portugal ou Venezuela?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)