Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Atualizado às 21h05, com informação sobre o jogo entre Portugal e Polónia.

Tal como tinha sido estipulado, não houve um minuto de silêncio no início do jogo Portugal-Polónia. Contudo, houve um minuto de aplausos feito como forma de homenagem pelas vítimas dos atentados em Istambul.

De acordo com as informações recolhidas, a UEFA apenas promove um minuto de silêncio no início das partidas quando as tragédias “são diretamente relacionadas com o futebol, ou com uma das equipas participantes”. Por isso, no que falta disputar do Euro 2016, não haverá qualquer homenagem às 42 vítimas dos atentados no aeroporto turco.

Em 2015, contudo, a UEFA emitiu um comunicado em que o organismo se mostrava “profundamente chocado e entristecido com os eventos trágicos que aconteceram em Paris”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Nos dias seguintes aos atentados na capital francesa, todas as partidas das competições da UEFA tiveram um minuto de silêncio no início e todos os jogadores utilizaram uma faixa negra no braço.

Nessa altura, num jogo entre a Grécia e a Turquia, os fãs turcos interromperam o minuto de silêncio em memória das vítimas de Paris com assobios e gritos de ordem:

https://www.youtube.com/watch?v=fqMHe2ltffE

A Turquia foi um dos 24 países que participaram na fase de grupo do Euro 2016. No entanto, foi eliminada, depois de acabar em terceiro lugar no grupo D.

O atentado da última terça-feira fez 42 mortos e 239 feridos. Três homens (da Rússia, Uzbequistão e Quirguistão) abriram fogo e fizeram-se explodir num terminal do aeroporto de Ataturk, em Istambul.