Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A direção interina do Diário Económico, composta pelos jornalistas Filipe Alves e Mónica Silvares, apresentou a demissão, depois de o jornal OJE ter retirado a proposta de compra da ETV e do Económico Digital, nos moldes em que a tinha apresentado, noticia o Dinheiro Vivo.

Mónica Silvares, que se vai manter em funções até ao final da semana, justificou ao Dinheiro Vivo que “não existem condições para manter os projetos com a qualidade que os mesmos exigem”.

“Queremos agradecer a todos o vosso esforço ao longo dos últimos quatro meses. Esse esforçou permitiu que o Económico continuasse líder no online (com 5,5 milhões de visitas em Junho), apesar de todas as dificuldades que tivemos de enfrentar e ao ETV continuar a emitir assegurando o essencial da informação diária. É um feito do qual nos podemos e devemos orgulhar”, adiantou a direção interina na nota enviada aos trabalhadores, citada pelo Dinheiro Vivo.

Este anúncio chega depois de se ter sabido que o jornal OJE decidiu retirar a proposta com que tinha avançado para comprar o site Económico e o canal de televisão ETV ao grupo Ongoing, de Nuno Vasconcellos.

A última edição em papel do Diário Económico chegou às bancas a 18 de março. E a empresa tem dívidas a rondar 12 milhões de euros. Há várias dezenas de jornalistas, bem como outros funcionários e fornecedores com valores a receber.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR