Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Mário Centeno, ministro das Finanças, pediu aos administradores da Caixa Geral de Depósitos que mantenham em funções até 15 de agosto. O ministro prevê que nessa altura o impasse em relação à nova equipa de gestão esteja resolvido.

Segundo o Jornal de Negócios, Mário Centeno fez o pedido na reunião na passada quinta-feira com a atual administração do banco. Legalmente, a equipa liderada por José de Matos só está obrigada a ficar na CGD até 31 de julho, mas a administração está disposta a analisar o pedido do ministro das Finanças. Para isso, Mário Centeno terá de enviar à administração da CGD um pedido formal por escrito onde conste a explicação para o prolongamento das funções.

A solicitação de Mário Centeno visa evitar um período de vazio de poder na Caixa Geral de Depósitos, uma vez que o processo de aprovação da futura equipa de administração do banco continua a correr e aguarda aprovação do Banco Central Europeu.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR