Centenas de pessoas manifestaram-se, este sábado, em várias cidades australianas na sequência da divulgação de imagens que mostram um jovem aborígene a ser violentamente maltratado pelos guardas de um centro de correção juvenil.

As filmagens, divulgadas esta semana, foram captadas entre 2010 e 2014 no centro de Don Dale, no norte da Austrália, que fechou em 2015 devido a um escândalo relacionado também com maus tratos. Estas imagens mostram, por exemplo, Dyllan Voler, um jovem aborígene, a ser espancado e mantido numa cela, sozinho, durante várias horas.

As imagens chocaram os australianos e fizeram ressurgir o tema da discriminação racial na Austrália, levando a que fossem organizadas várias manifestações para este sábado em vários pontos do país.

De acordo com a Reuters, a manifestação em Melbourne reuniu cerca de 700 pessoas e a de Sydney 300. Em Brisbane, no nordeste, algumas centenas de pessoas também se reuniram para mostrar o seu descontentamento.