A fotografia de um homem sentado no quarto a fumar cachimbo e a ouvir música num gira-discos no meio de um quarto completamente destruído pela guerra em Alepo tornou-se viral e símbolo do conflito da Síria, conta o The Independent. A imagem de Mohammed Mohiedin Anis, também conhecido como Abu Omar, de 70 anos, foi captada pelo fotógrafo Joseph Eid, no início deste mês, com o objetivo de chamar a atenção para a tragédia que assola a cidade síria desde 2012 e, principalmente, para a determinação do seu povo, que procura superar as consequências devastadoras da guerra.

Na imagem, que foi apelidada por muitos de ‘jóia da Síria’, é possível ver a cama, as janelas, o chão e as paredes do quarto completamente arrasadas. A contrastar, surge Mohammed, numa postura de absoluta serenidade a ouvir música e a fumar.

Ao fotógrafo, ele contou que o leitor de discos de vinil “é a única coisa que ainda lhe consegue trazer felicidade”.

“Ele é tão apegado ao passado e às coisas que sempre valorizou e amou, que sem elas vai acabar por perder a sua identidade. Esta imagem toca a alma do ser humano”, admitiu Joseph Eid, acrescentando ainda que a fotografia pode ser vista como um alerta para as condições na Síria.

Mas não foi a primeira vez que o nome de Mohammed Mohiedin Anis aparece para ilustrar o conflito sírio. No ano passado deu uma entrevista à Agência France-Presse onde contava a sua história antes da guerra e de como ela lhe mudou aa vida. Mohammed era colecionador de carros antigos e tinha cerca de 30 modelos diferentes. Foram completamente dizimados no conflito.