Tomás Correia, presidente da Associação Mutualista do Montepio Geral, revelou não ter qualquer intenção de se demitir, à chegada da assembleia-geral desta quinta-feira. Por sua vez, Eugénio Rosa, um dos seus principais opositores, considera que Tomás Correia é o um dos problemas da Associação Mutualista.

Vogal do conselho geral e de supervisão do Montepio, Eugénio Rosa fez declarações à entrada da assembleia-geral reunida esta quinta-feira nas quais defendeu que Tomás Correia “já deu provas de que não consegue resolver problemas nenhuns” acrescentado que o presidente “até os cria”. Eugénio Rosa alertou para as consequências deixadas por Tomás Correia na Caixa Económica.

Eugénio Rosa apelou ainda que “o supervisor devia pensar maduramente sobre a situação”, apelando à sua atuação para defender a associação mutualista. O vogal do conselho geral e de supervisão do Montepio acredita que com uma administração nova e competente, a Associação Mutualista terá “capacidade para ultrapassar as atuais dificuldades”.