Rádio Observador

Novo Banco

Venda do Novo Banco depende de troca de obrigações

A operação de venda do Novo Banco inclui uma troca de obrigações por dívida subordinada, no valor de 500 milhões de euros. Toda a operação está dependente do sucesso dessa troca.

António Cotrim/LUSA

A operação de venda do Novo Banco inclui uma troca de obrigações por dívida subordinada, no valor de 500 milhões de euros. Toda a operação está dependente do sucesso dessa troca, apurou o Observador. Está para breve um comunicado sobre a venda, que deverá sair pelas 17h30, antes de António Costa falar às 19h.

A troca de obrigações implica uma despromoção, já que se trata de dívida sénior (com mais garantias) por dívida perpétua, um instrumento da mesma família de que a Caixa Geral de Depósitos emitiu na semana passada (e que conta como capital).

Trata-se de dívida sénior cuja conversão em dívida com menos garantias ajudará a limitar as responsabilidades do Fundo de Resolução. Essas responsabilidades descem para um valor mais próximo de 3.500 milhões de euros.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ecaetano@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)