Caso BES

Grupo Espírito Santo alvo de novas buscas

156

O Ministério Público está novamente a fazer buscas ao Grupo Espírito Santo. Foram recolhidas provas em residências, empresas e entidades bancárias no continente e na Madeira.

Jose Sena Goulao/LUSA

O Ministério Público está novamente a fazer buscas ao Grupo Espírito Santo (GES). A notícia foi avançada pela SIC Notícias que diz que foram recolhidas provas esta quinta e sexta-feira pelos investigadores.

As provas foram recolhidas em seis residências e sete empresas, entre as quais entidades bancárias em Lisboa e no Funchal, na Ilha da Madeira. Elementos da Polícia Judiciária, a Polícia de Segurança Pública e da Autoridade Tributária estiveram envolvidos nas buscas.

Até ao momento foram constituídos arguidos catorze pessoas e três empresas entre os quais Ricardo Salgado, membros da família Salgado e ex-gestores do GES. As buscas estão a decorrer no âmbito dos processos do GES.

As informações acerca da investigação vão ficar em segredo de justiça até setembro de 2018, devido à dimensão do processo.

Em agosto do ano passado, o Tribunal Central de Instrução Criminal mandou arrestar contas bancárias que teriam mais de mil milhões de euros, numa ordem assinada pelo juiz Carlos Alexandre. Essas contas eram controladas por suspeitos, indivíduos e empresas, ligados ao GES.

Em 2015 foram apreendidos mais de 500 imóveis no valor de cerca de 175 milhões de euros, pertencentes a entidades e pessoas do GES. Também nesse ano o juiz Carlos Alexandre mandou apreender prédios num valor até 1,2 mil milhões de euros, tomando em conta a proposta do Ministério Público.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Caso José Sócrates

Despoletar a bomba a tempo /premium

Manuel Villaverde Cabral
120

Tão importante como o caso lamentável de Manuel Pinho, foram as emissões televisivas dos interrogatórios de Sócrates que desencadearam os receios do PS quando o viram, por assim dizer, à solta

Caso José Sócrates

César pôs lama na ventoinha /premium

Filomena Martins
1.513

Quando tentou tornar o independente Manuel Pinho no cordeiro a sacrificar para não agitar os pecados do último Governo socialista, despertou todos os fantasmas desse passado vergonhoso da democracia.

Eutanásia

Carta aos deputados do PSD sobre a eutanásia

Sofia Galvão

Os partidos não pediram um mandato aos eleitores em 2015 para alterar o statu quo no que diz respeito à eutanásia. Também por essa razão, os deputados do PSD têm a obrigação de votar contra.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)