Começa esta sexta-feira a terceira edição do FIC — Festival Internacional de Cultura que, mais uma vez, se vai realizar em Cascais. Uma das novidades da edição deste ano, cujo tema escolhido é “Camões: ao desconcerto do mundo”, é o aumento do número de dias do evento, que decorre de 1 a 30 de setembro. Com uma programação sempre centrada nos livros e na literatura, o FIC irá incluir eventos musicais, teatro e ainda cinema. Exposições, noites de poesia, artes de rua e eventos de gastronomia fazem também parte do programa deste ano.

Outra das novidades desta edição do festival é a inclusão de novos locais — este ano, o FIC vai entender-se a espaços como a Casa de Santa Maria, o Jardim da Parada, a Casa Sommer ou o Jardim do Museu do Mar. A Casa das Histórias Paula Rego, porém, irá manter-se como o centro do evento. À semelhança do que aconteceu em anos anteriores, a grande maioria das iniciativas tem entrada gratuita. Selecionámos algumas.

Os encontros e debates, parte central da programação do FIC, arrancam no sábado, dia 2 de setembro. Acontecem sempre aos fins de semana, no Auditório Maria de Jesus Barroso, e estarão sempre subordinados a um tema. É de lembrar que, este ano, o evento terá o mote “Camões: ao desconcerto do mundo”. No ano passado, procurou fazer-se no FIC uma reflexão sobre o mundo português e as relações entre Portugal e o Brasil.

A primeira escritora a subir ao palco do auditório da Casa das Histórias Paula Rego será Arundhati Roy. A autora indiana é conhecida pelo romance O Deus das Pequenas Coisas, que lhe valeu o Man Booker Prize em 1997. Publicou recentemente um novo livro, O Mistério da Felicidade Suprema (editado em Portugal pela ASA), nomeado para o Booker deste ano. A escritora vai estar à conversa com Ana Daniela Soares.

Arundhati Roy ganhou o Man Booker Prize em 1997. Este ano, está entre a lista de nomeados (AXEL SCHMIDT/AFP/Getty Images)

No dia seguinte, pelas 21h30, será a vez de Inês Pedrosa e a francesa Maylis De Kerangal discutirem o tema “Perder, persistir”, numa conversa moderada por Pedro Vieira. Na semana seguinte, o Auditório Maria de Jesus Barroso da Casa das Histórias vai receber o neurocirurgião britânico Henry Marsh (no sábado, 9 de setembro, às 21h30) e o escritor Paul Auster (no domingo, 10 de setembro, pelas 21h30), que publicou este ano 4321 (a edição portuguesa é das Edições ASA).

A 22 de setembro, sexta-feira, Selva Almada e Sophie Hannah vão falar de “Verdade, violência”, num encontro moderado por Rui Lagartinho. A conversa está marcada para as 19h. No dia seguinte — à mesma hora — Hélia Correia vai encontrar-se com Nuno Júdice, sob o olhar atento de Luís Caetano.

No domingo, mais uma vez às 19h, o FIC vai homenagear Manuel Alegre, vencedor do Prémio Camões 2017. A sessão que contará com a presença do próprio poeta e, no final, haverá um recital com Ângela Pinto e Luís Lucas. O último debate é no dia 30 de setembro, sábado, às 21h30, com António Lobo Antunes e Eduardo Lourenço. Os dois autores vão falar de “Mito, memória”.

Lobo Antunes vai estar à conversa com Eduardo Lourenço no último dia do FIC — Festival Internacional de Cultura (Foto: Pedro Loureiro)

Este ano, estão previstos 12 concertos para o FIC, mais do dobro dos realizados em 2016. Da pop à música clássica, haverá música para todos os gostos. O primeiro acontece já este domingo, pelas 17h, no Salão Preto e Prata do Casino Estoril.

A Orquestra XXI, conduzida pelo maestro Dinis Sousa, irá tocar obras de Brahms e Dvořák, acompanhada ao piano por Artur Pizarro. No mesmo dia, mas na Cidadela, Jorge Palma irá subir ao palco na companhia dos músicos Vicente Palma e Gabriel Gomes. O espetáculo começa às 21h30. A 8 de setembro, o Lounge D do Casino Estoril irá receber Salvador Sobral. O concerto está marcado para as 23h.

Este ano, e pela primeira vez no festival, a programação irá incluir o Out//Fest, que se irá realizar nos dias 9 e 10 de setembro no Parque Marechal Carmona, em Cascais. Os bilhetes custam entre 10 (diários) e 15 euros (passes). A programação completa, dedicada à soul e à música eletrónica, pode ser consultada aqui.

No dia 16 de setembro, sábado, Fernando Tordo vai estar no palco da Festa do Livro, um iniciativa realizada em parceria com a FNAC e a Fundação Dom Luis I que, além da venda de livros a preços de feira, terá também um problema próprio com música, lançamentos, sessões de autógrafos, entre outras atividades. A 24 de setembro, domingo, o Auditório Senhora da Boa Nova vai receber o Concerto de Outono — Gala de Ópera, com a Sinfónica de Cascais. O espetáculo está sujeito a aquisição de bilhete.

Já mais perto do final do mês, a 21 de setembro, o Museu Condes de Castro Guimarães será o palco do espetáculo de poesia e performance “Atrito”, onde se cruza o século XVI de Camões com a música eletrónica experimental do Dragão Inkomodo e as leituras de Inês Lago e Bárbara Bruno. A 28 e 29, haverá teatro na Casa Sommer — o Teatro Experimental de Cascais vai levar à cena Auto d’El-Rei Seleuco, de Luís de Camões. A encenação é de Carlos Avillez.

A programação da terceira edição do FIC inclui várias exposições, que irão decorrer ao longo do mês de setembro. No Centro Cultural de Cascais estarão patentes as mostras de pintura de Luis Noronha da Costa (até 10 de setembro), Marta Soares (até 24 de setembro) e Sérgio Pombo (a partir de 29 de setembro) e a exposição de fotografia de Marta Hipólito (até 1 de outubro). Já na Casa Duarte Pinto Coelho vai ser possível visitar Vulcões Napolitanos.

A exposição Paula Rego — Histórias e Segredos foi inaugurada a 7 de abril, em Cascais (HENRIQUE CASINHAS / OBSERVADOR)

Na Casa Paula Rego continua patente a exposição Paula Rego — Histórias e Segredos, inaugurada a 7 de abril. A mostra, que inclui quadros da artista portuguesa nunca antes expostos, pode ser visitada até 17 de setembro. Na Cidadela Art District, vai estar, até 3 de setembro, a exposição Quadradrinhos Portugueses: Olhares & Estilos. Os espaços podem ser visitados de terça a domingo, entre as 10h e as 18h.

O FIC — Festival Internacional de Cultura realiza-se de 1 a 30 de setembro, em Cascais. O programa completo pode ser consultado aqui.