A Wired voltou a colocar Lisboa e as startups portuguesas entre as mais sexy da Europa. A listagem anual das “Europe’s 100 Hottest Startups” inclui dez empresas de dez cidades: Berlim, Barcelona, Paris, Lisboa, Istambul, Estocolmo, Telavive, Amesterdão, Londres e Helsínquia.

Na capital portuguesa, a publicação que é uma das principais referências na área da tecnologia, ciência, design e negócios distinguiu a Attentive, Unbabel, Feedzai, Zaask, Misk, Landing.jobs, Uniplaces, Sword Health, Chic by Choice e Mellow. Outra startup também em destaque é a Codacy, fundada por Jaime Jorge e João Caxaria.

Wired. Lisboa é uma das cidades europeias mais sexy para startups

De acordo com a Wired, a crescente relevância da capital portuguesa no ecossistema de startups europeu deve-se, por exemplo, ao inglês fluente que se fala em Lisboa, onde 42% dos residentes fala duas línguas e 23% fala três. Além disso, 62% do investimento que é feito na cidade chega do exterior. Outros motivos referidos pela revista são o talento da mão de obra e o preço do metro quadrado dos escritórios, que a Wired considera económico.

Para Pedro Rocha Vieira, cofundador e presidente da Beta-i, considerada uma “incubadora chave” para a Wired, “é fantástico ver Lisboa marcar de novo presença num artigo duma revista tão prestigiada, o que significa que a cidade está cada vez mais, nas bocas do mundo pelo seu espírito empreendedor. A digitalização da economia tem permitido às startups revolucionar várias indústrias, e multiplicaram-se as incubadoras, aceleradores e espaços de cowork“.