A lista E, liderada por Fernando Gonçalves, ganhou esta terça-feira as eleições para a Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa, tendo assegurado quatro eleitos num universos de 11 lugares, disse à agência Lusa fonte sindical.

Segundo a mesma fonte, a lista C, com alguns elementos afetos à CGTP-In, assegurou a eleição de três trabalhadores e a lista D garantiu a eleição de outros três elementos, a que se junta mais um eleito pela lista A. De acordo com informações recolhidas pela agência Lusa junto de trabalhadores da empresa, a lista afeta à UGT não conseguiu eleger nenhum elemento para a Comissão de Trabalhadores.

A lista liderada por Fernando Sequeira – coordenador da Comissão de Trabalhadores que se demitiu depois de os trabalhadores terem rejeitado o pré-acordo que tinha sido previamente negociado com a administração da empresa para os novos horários de trabalho de laboração contínua – também não conseguiu eleger nenhum elemento.

A tomada de posse da nova Comissão de Trabalhadores ainda não tem data marcada. A administração da Autoeuropa aguradava pela eleição da nova Comissão de Trabalhadores para retomar o processo negocial, tendo em vista a implementação de novos horários, que incluem o trabalho ao sábado.

Os responsáveis da Autoeuropa consideram que o trabalho ao sábado é indispensável para assegurar o volume de produção previsto para o novo veículo T-Roc, que será produzido, em exclusivo, na fábrica de automóveis da Volkswagen, em Palmela