Se atualizou o Messenger – a aplicação de chat do Facebook – é capaz de já ter notado nalgumas diferenças. Trata-se do “M”, o assistente virtual do Facebook, que já “começou a falar português”. O M pretende, basicamente, prever e antecipar as suas respostas e ações numa conversa, com base naquilo que é dito no chat. Imaginemos: alguém lhe envia uma mensagem a desejar “bom dia”. O M automaticamente sugere-lhe stickers alegres e relacionados com a manhã – desde panquecas, a “bonecos” felizes.

Outra das formas de o M intervir nas conversas é na partilha da localização. Assim, se alguém lhe perguntar por onde anda (por exemplo), o M vai-lhe sugerir imediatamente partilhar a localização – antecipando e prevendo a sua ação.

5 fotos

Para além dos stickers e da localização, o M também sabe sugerir a criação de sondagens (apenas em conversas de grupo), o envio de mensagens de aniversário ou a realização de chamadas de vídeo ou voz. Na versão americana – mais avançada – o M já nos sugere respostas automáticas (como “sim” ou “não”), permite guardar conteúdos para ver mais tarde e até deixa requisitar um veículo através dos serviços de mobilidade partilhada.

Para perceber melhor do que se trata, pode ver o vídeo de apresentação do M, feito pelo próprio Facebook.

https://www.facebook.com/facebook/videos/10155681693016729/

Lançado inicialmente em abril, no mercado americano, o M surgiu como uma oportunidade de “enriquecer a forma como as pessoas comunicam”, diz a empresa. O Facebook sublinha, também, que o assistente virtual vai ser o menos intrusivo possível e que só intervem em situações como estas que apresentamos. A distribuição do M está a ser feita faseadamente – para iOS e Android – e os utilizadores poderão sempre desativar essa opção nas definições.