Os grupos BMW, Daimler, Ford e Volkswagen decidiram responder à letra à ofensiva da Tesla, no domínio do carregamento de automóveis eléctricos. E porque a marca norte-americana conquistou clientes (também) graças aos seus postos de alta potência, os chamados supercarregadores, a indústria “tradicional” não quer ficar atrás e deu já a conhecer a sua própria rede de carregadores de alta capacidade – a Ionity. Capaz de oferecer não só uma potência de carregamento na ordem dos 350 kW, mas também autonomia para mais de 400 km, no espaço de um quarto de hora.

Face aos supercarregadores da Tesla, que anunciam uma potência máxima de carregamento na ordem dos 145 kW, o novo sistema que BMW, Daimler, Ford e Volkswagen pretendem instalar promete ser não apenas mais potente, como também mais rápido. Graças aos seus já anunciados 350 kW de potência que, a serem uma realidade, colocarão os construtores responsáveis pelo projecto na liderança desta corrida eléctrica, em concreto.

O objectivo do conglomerado passa por instalar 400 destes carregadores rápidos, nas principais vias europeias, até 2020. As primeiras 20 estações já estão a ser instaladas na Alemanha, Áustria e Noruega, levando a que, em 2018, já existam, pelo menos, 100 pontos de carregamento deste tipo. Com um aliciante extra: poderão ser utilizados por veículos de qualquer marca!

BMW, Daimler, Ford e Volkswagen avançaram já com a instalação da nova empresa Ionity em Munique, na Alemanha, que procederá à contratação de meios humanos, com o objectivo de garantir um total de 50 funcionários, até 2018.