Bitcoin

Bitcoin e as criptomoedas. “Isto não vai acabar bem”, avisa Warren Buffett

352

O investidor Warren Buffett, um dos mais respeitados do mundo, não sabe como ou quando vai acontecer, mas tem uma (quase) certeza: a febre das moedas digitais "não vai acabar bem".

AFP/Getty Images

O investidor Warren Buffett, um dos mais respeitados do mundo, não sabe “como ou quando vai acontecer“, mas tem uma (quase) certeza: a febre das moedas digitais “não vai acabar bem“. Apesar de ter esta convicção, Buffett garante que não está interessado em tentar lucrar com o eventual colapso da bitcoin e das outras criptomoedas cujo valor disparou nos últimos meses.

“No que às criptomoedas diz respeito, em termos gerais, posso dizer com quase toda a certeza que não vão acabar bem”, afirmou o “oráculo de Omaha”, também conhecido pelo seu “toque de Midas” quase infalível nos ativos em que investiu ao longo da história, em entrevista à CNBC.

Buffett acrescenta que “se pudesse comprar uma opção put a cinco anos, sobre cada uma dessas criptomoedas, fazia-o com todo o gosto”, ou seja, o investidor está tão confiante de que as criptomoedas vão perder popularidade (e valor) que estaria disponível para comprar um instrumento financeiro que o colocasse em posição de beneficiar com o seu colapso. Mas, na realidade, Buffett esclarece que não teria nenhum interesse em apostar na queda das bitcoin através do short selling.

“Não temos nenhumas [criptomoedas], não estamos curtos [a apostar na queda] nem nunca teremos um investimento nelas”, diz Warren Buffett. “Já me meto em sarilhos suficientes a investir em coisas de que até percebo alguma coisa, por que raio iria eu apostar [na subida ou na queda] numa coisa sobre a qual eu não sei nada”, acrescenta o “oráculo de Omaha”.

O preço da bitcoin ronda, por estes dias, os 14 mil dólares por unidade, tendo-se valorizado mais de 1.500% nos últimos 12 meses. No final do ano passado, cada unidade chegou a valer mais de 19.000 dólares, um movimento acompanhado por dezenas de outras moedas digitais que, não sendo tão icónicas como a bitcoin, também têm tido valorizações expressivas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ecaetano@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)