O tenista sérvio Novak Djokovic viveu esta quarta-feira um regresso vitorioso aos ‘courts’, após seis meses de ausência, ao impor-se ao austríaco Dominic Thiem na estreia no torneio de exibição de Melbourne, na Austrália.

Djokovic, atual 14.º classificado do ‘ranking’ mundial, bateu Thiem, quinto da hierarquia, em dois ‘sets’, pelos parciais de 6-1 e 6-3, após apenas 1h04 horas, não tendo evidenciado limitações devido à lesão no cotovelo direito que o tem mantido afastado da competição.

“Estava há seis meses à espera deste momento. Sinto-me fantástico. Tudo me saiu bem, especialmente, o serviço, que era uma grande incógnita em função deste tipo de lesão”, exultou o sérvio, antigo número um mundial, vencedor de 12 títulos do Grand Slam.

Djokovic, de 30 anos, advertiu que ainda não está “a cem por cento”, a poucos dias do arranque do Open da Austrália, primeira prova do Grand Slam de 2018, que o tenista sérvio conquistou por seis vezes, entre as quais cinco das últimas sete edições.