Polémica

Tarantino defendeu Roman Polanski: “Isso não é violação”

214

Tarantino volta a estar envolvido em polémica depois de ser divulgado o áudio de uma entrevista de 2003, em que o realizador de "Pulp Fiction" considera que Polanski não violou uma jovem de 13 anos.

Quentin Tarantino defendeu Roman Polanski numa entrevista, em 2003, no programa "The Howard Stern Show"

Matt Winkelmeyer/Getty Images For Sundance

Depois da polémica com a atriz Uma Thurman relativamente ao seu comportamento face a Harvey Weinstein e ao acidente de carro durante as filmagens de “Kill Bill”, Quentin Tarantino volta a ser atacado. Em causa está uma entrevista de 2003, cujo áudio foi publicado esta segunda-feira pelo site Jezebel, em que o realizador afirma que Roman Polanski não violou uma jovem de 13 anos.

“Ele não violou uma rapariga de 13 anos. Ele teve relações sexuais com uma menor [statutory rape]”, afirmou o realizador de “Pulp Fiction” e “Kill Bill” no programa “The Howard Stern Show”, com Howard Stern e Robin Quivers.

“Como é que consegue defender… eu não compreendo isto. Como é que Hollywood aceita este doido, este realizador que violou uma rapariga de 13 anos?”, perguntaram-lhe.

Isso não é violação. Para mim, quando se usa a palavra violação, estamos a falar de violência, atirarem-na para o chão — é um dos crimes mais violentos do mundo. Não se pode usar a palavra violação de qualquer maneira. É como usar a palavra racista de qualquer maneira. Não se aplica a tudo aquilo para o qual as pessoas a usam”, referiu Tarantino.

O realizador ainda acrescentou, para espanto de Stern e Quivers, que a jovem “queria” ter relações sexuais com Polanski e que até manteve um relacionamento com ele.

“Espera lá. Tens relações sexuais com uma rapariga de 13 anos e és um homem feito… tu sabes que isso é errado”, argumentou Howard Stern. “Dar-lhe bebidas alcoólicas e drogas…”, acrescentou Quivers. “Ela alinhou naquilo”, defendeu ainda Tarantino.

Em seguida, de acordo com a BBC, o realizador assumiu que efetivamente se tratava de algo ilegal e que, se tivesse uma filha de 13 anos, espancaria o homem que tivesse relações sexuais com ela. Mas logo depois, quando Quivers afirmou que Polanski podia ter evitado toda a situação se não convivesse com raparigas de 13 anos, Tarantino respondeu: “Ele gosta de raparigas”.

As críticas foram imediatas. A atriz Busy Philipps lamentou ter ido a uma audição para um filme de Tarantino de “calções curtos” e de “chinelos” como lhe tinha sido pedido. “Ok. Desculpem. Tenho de ir deitar as minhas duas filhas e rezar para que elas consigam crescer num mundo em que drogar e violar uma criança de 13 anos não é motivo de riso numa entrevista de rádio ‘porque ela queria'”, lê-se num dos tweets.

Também Anthony Rapp, que acusou o ator Kevin Spacey de assédio sexual, considerou as declarações de Tarantino “horríveis”.

Recorde-se que Roman Polanski chegou a estar preso durante 42 dias pela violação de Samantha Geimer, de 13 anos, em 1977, antes de fugir dos Estados Unidos. Desde então outras mulheres já acusaram o realizador de violação.

A própria Samantha Geimer reagiu às afirmações de Tarantino. “Ele errou. Aposto que ele sabe disso. Espero que ele não continue a fazer papel de idiota e a falar daquela maneira”, afirmou Geimer, atualmente com 54 anos, ao New York Daily News. “Não estou chateada, mas provavelmente sentir-me-ia melhor se ele percebesse que estava errado, 15 anos depois, após ouvir os factos. Ninguém tem de ficar chateado por mim. Eu estou bem.”

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rporto@observador.pt
Eutanásia

Morte a pedido

Manuel Villaverde Cabral
246

Não percebem os defensores da eutanásia que a facilitação desse negócio só contribuirá para debilitar a confiança das pessoas nos médicos e enfraquecer o empenhamento na procura da cura para a doença?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)