“Black Panther” teve um fim de semana de sucesso nos Estados Unidos e no mercado internacional. O filme, dirigido pelo afro-americano Ryan Coogler, faturou 192 milhões de dólares, naquela que foi uma estreia em grande entre sexta-feira e domingo. O filme da Marvel protagonizou assim a quinta maior estreia da história das bilheteiras, tendo sido o maior fim de semana de abertura de todos os tempos.

O super-herói negro salta da banda desenhada para o grande ecrã a bater recordes. O filme de Coogler quebrou o recorde de maior abertura para um produtor afro-americano, que pertencia a F. Gary Gray, com “Velocidade Furiosa 8”, e foi também o maior êxito do mês de fevereiro, que até então pertencia a “Deadpool”.  De acordo com a CNN, o filme “ultrapassou as maiores expetativas das bilheteiras, ao mesmo tempo que rompeu barreiras cinematográficas e marcou um ponto de viragem na evolução do género”.

Na sexta-feira o filme arrecadou 75,8 milhões de dólares, sendo o oitavo maior êxito diário de bilheteira. Nos dias seguintes, sábado e domingo, os valores atingiram mais de 65 e 50 milhões de dólares, respetivamente.

A Disney estima que neste fim de semana prolongado nos Estados Unidos, devido ao Dia dos Presidentes, o filme arrecade 218 milhões, segundo a Forbes. As receitas do filme protagonizado por Chadwick Boseman e Michael B. Jordan atingiram 361 milhões de dólares em todo o mundo, apesar de ainda não ter chegado às salas de cinema da China ou da Rússia. Este é o segundo maior êxito da Marvel, depois do filme “The Avengers”, em 2012.

“Black Panther” está também a fazer sucesso no mercado africano, mas as maiores estreias aconteceram na Grã-Bretanha e na Coreia do Sul. O filme foi classificado com “A+” no CinemaScore e tem um score de 97% na review do site Rotten Tomatoes, o que faz desta uma das melhores reviews de filmes de super-heróis de sempre.