Rúben Semedo, internacional Sub-21 português do Villarreal, voltou esta terça-feira a ser destaque em Espanha e pelas piores razões: naquela que foi a terceira detenção em apenas quatro meses, o central foi levado pela Guarda Civil de Valência para a esquadra quando se encontrava no seu domicílio esta madrugada, acusado de agressão, detenção ilegal e roubo após nova investigação sobre outro incidente violento que terá protagonizado.

O futebolista português ficará detido para ser ouvido por um juiz esta quarta ou quinta-feira, depois da detenção por supostos delitos de agressão e sequestro de uma pessoa. A informação foi confirmada à Lusa por fonte da Guardia Civil espanhola.

De acordo com o jornal Las Provincias, a queixa do futebolista foi apresentada na semana passada, no dia 12. A vítima alega que Semedo e outros dois homens o terão atado e agredido em casa do jogador, em Bétera. Como conta o jornal, relatando o episódio contado pela vítima, os agressores terão roubado não só as suas chaves de casa mas também dinheiro e tudo o que pudesse implicá-los com o episódio numa altura em que estava imobilizado. Além disso, um dos agressores disparou ainda duas vezes mas apenas sob forma de ameaça.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A vítima, que quando apresentou queixa apresentava várias contusões no corpo e um problema no tornozelo que o obrigava a utilizar muletas, identificou Rúben Semedo e um primo do jogador como duas das três pessoas que o ataram, agrediram e roubaram no complexo que fica perto da Cidade das Artes e das Ciências. A Unidade de Polícia Judicial da Guarda Civil de Valência tomou conta da investigação e, durante a mesma, ouviu alguns vizinhos do jogador que confirmaram a passagem de pessoas pela vivenda, algumas saindo pouco tempo depois.

[Veja o vídeo sobre as cenas de violência de Rúben Semedo em Espanha]

[jwplatform 5RL9UAXw]

Esta não é a primeira vez que Rúben Semedo, que se transferiu este Verão do Sporting para o Villarreal a troco de 14 milhões de euros, enfrenta problemas com a justiça desde que está em Espanha.

Um bar, uma discoteca, uma pistola e um Porsche: o filme que coloca Rúben Semedo em xeque

Em Dezembro, o jogador foi detido pela Polícia Nacional por ter alegadamente ameaçado um empregado de uma das discotecas mais conhecidas de Valência com uma pistola, na madrugada de 19 de novembro. A denúncia veiculava que, depois de se ter recusado a abandonar o estabelecimento, Semedo teria esperado pela vítima na rua, sacado da pistola que tinha por baixo da camisola e deixado ameaças com a frase “E agora? Chama os seguranças”, assim como terá assegurado que voltaria caso apresentasse queixa pelo que acontecera. O central foi identificado por ter saído do seu Mercedes para abordar o empregado, deixando depois o local no mesmo veículo, e as autoridades pediram uma pena de dois anos de prisão pelo ocorrido pelas graves ameaças, com explica o El Mundo.

MP espanhol pede dois anos de prisão para Rúben Semedo

Antes, a 29 de outubro, Rúben Semedo já tivera outro episódio de alegada agressão, de novo à saída de uma discoteca. Aí, por volta das seis da manhã, a vítima alega que, sem razão aparente, o jogador se aproximou e começou a agredi-lo, tendo depois sido separado e acalmado pelos amigos que estavam com ele. O ambiente terá ficado totalmente desanuviado e pacífico, os dois grupos voltaram para o interior da discoteca e, uma hora depois, Semedo terá referido à vítima que lhe gostaria de dar uma camisola do Villarreal. Perante a insistência, dirigiram-se para o carro do jogador que, de repente, o terá agredido com uma garrafa que tinha no bolso, como diz o El Español.

De referir que, enquanto representou o Sporting, o jogador teve alguns problemas disciplinares, como um desentendimento num treino com um companheiro, o facto de ter sido apanhado a conduzir sem carta a horas impróprias e ainda ter arremessado a camisola ao chão num jogo após ser expulso, mas nada com esta dimensão. Ainda assim, e na parte final da última época, voltou a ser criticado pelos adeptos verde e brancos.

Sporting. Rúben Semedo: nem “bon voyage” nem “good trip”, é “buen viaje”

Na presente temporada, Rúben Semedo cumpriu apenas 321 minutos de jogo, divididos entre quatro jogos na Liga espanhola e um na Liga Europa (curiosamente frente ao Astana, adversário do Sporting nos 16 anos de final). Após ter participado em quatro jogos apenas em dez dias em setembro, o central só voltou a jogar a 10 de dezembro, na receção do Villarreal ao Barcelona, mas voltou a lesionar-se e teve mesmo de ser operado a uma rotura miotendinosa na perna direita. Em condições normais, Semedo deveria voltar a estar apto no próximo mês.

Ruben Semedo foi operado com sucesso