As Forças Armadas brasileiras lançaram esta sexta-feira uma grande operação de segurança num complexo de favelas na região oeste do Rio de Janeiro, em mais uma ação de preparação para assumir o comando da luta contra o crime organizado no estado.

Mais de 3.200 soldados apoiados por veículos blindados e número não especificado de polícias assumiram o controlo dos acessos das favelas Vila Kennedy, Vila Aliança e Coreia, anunciou a Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro.

Numa rua adjacente à Vila Aliança, polícias militares registaram apreensões de pistolas, haxixe, cocaína e explosivos.

Duas pessoas foram presas, anunciou um porta-voz do BOPE (Batalhão de Operação Especial) da polícia militar.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A mesma fonte acrescentou que foram registadas trocas de tiros, mas sem vítimas.

A operação foi realizada uma semana após a assinatura de um decreto presidencial que deu ao Exército o comando das operações de segurança no Estado do Rio de Janeiro, que tem sofrido com o recrudescimento da violência desde os Jogos Olímpicos de 2016.

O próprio ministro da Defesa do Brasil, Raul Jungmann, admitiu recentemente que o sistema de segurança do país estava “falido”, apontando para a expansão do crime organizado e da corrupção dentro da polícia.