A União Europeia (UE) está pronta para retaliar a decisão dos Estados Unidos de aplicar taxas alfandegárias sobre as importações de aço e de alumínio, mas primeiro quer dialogar com Washington, anunciou esta sexta-feira a Comissão Europeia.

“Estamos e estaremos prontos para usar, se necessário, medidas” para retaliar a decisão de Washington, disse o comissário para a Competitividade, Jyrki Katainen. Salientou ainda que o primeiro passo será o do diálogo com a administração norte-americana “para evitar qualquer dano colateral”.

Para sábado está agendada uma reunião, em Bruxelas, entre a comissária europeia do Comércio, Cecilia Malmström, e o representante dos EUA para o Comércio Externo, Robert Lighthizer.

Os EUA vão começar a aplicar tarifas aduaneiras de 25% às importações de aço e de 10% às de alumínio dentro de 15 dias, com o Canadá e o México excluídos destes direitos aduaneiros, anunciou na quinta-feira a Casa Branca.

Na quinta-feira, Cecilia Malmström tinha já adiantado que Bruxelas se prepara para taxar as importações de manteiga de amendoim, sumo de laranja, arandos e ‘bourbon’.Por seu lado, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, advertiu os Estados Unidos da América de que as guerras comerciais “são más e fáceis de perder”.