Uma agente da polícia da cidade de Milton Keynes, no sudeste de Inglaterra, mandou um condutor encostar numa operação de rotina no início da semana. Aparentemente, tudo estava em ordem e aquele era apenas mais um dos veículos que a agente Phillips mandaria parar naquele dia.

Porém, quando a agente pediu ao condutor os seus documentos, recebeu uma carta de condução com a cara, nome e assinatura de Homer Simpson. O documento era semelhante às cartas de condução britânicas, incluindo até as marcas de segurança.

A polícia publicou uma fotografia do documento no Twitter, explicando que “o carro foi apreendido e o condutor foi indiciado por conduzir sem seguro e por conduzir sem uma carta de condução apropriada”.

No Twitter, multiplicaram-se as reações ao sucedido. Um utilizador publicou inclusivamente uma imagem da carta de condução “verdadeira” de Homer Simpson, que aparece num dos episódios da série norte-americana “Os Simpsons”, lamentando que os detalhes não estejam corretos.

Por exemplo, a morada que o condutor colocou na carta de condução não corresponde à morada referida múltiplas vezes na série, e que os fãs conhecem de cor: 742, Evergreen Terrace, Springfield, USA.