A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) vai entrar no capital da Caixa Económica do Montepio Geral, confirmou o provedor da instituição, Edmundo Martinho, em entrevista esta quinta-feira à TSF e ao Diário de Notícias. Edmundo Martinho, adiantou que o negócio será fechado nas próximas semanas e “entrará numa dimensão que está em linha com o que a própria associação mutualista decidiu na semana passada de autorizar a direção da mutualista a alienar até 2% do seu capital”.

Edmundo Martinho indicou que “a parcela leva o investimento da SCML no limite até aos 30 a 40 milhões de euros”, acrescentando que a instituição não ficará com o total de 2% a alienar”.

“A participação simbólica vai permitir à Santa Casa ter representantes não executivos nos órgãos sociais da Caixa Económica Montepio Geral e também escolher, em conjunto com a Associação Mutualista, o presidente da Mesa da Assembleia Geral”, disse.

Desde o ano passado que tem sido falada a hipótese de a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), entidade tutelada pelo Governo, entrar no capital do banco Montepio Geral. A Caixa Económica Montepio Geral é detida na totalidade pela Associação Mutualista Montepio Geral.