Um dia depois de se ter casado com o príncipe Harry e de ter recebido o título de Duquesa de Sussex — a única em toda a história do Reino Unido –, Meghan Markle ganhou uma página oficial no site da família real britânica.

“Tenho orgulho em ser uma mulher e uma feminista”, é a frase que mais se destaca na página que dá também conta do percurso da ex-atriz norte-americana.

Em “Sobre a Duquesa de Sussex”, escreve-se que Meghan casou com o príncipe Harry em maio de 2018 e que a residência oficial do casal é o Palácio de Kensington.”Além de assumir deveres reais de apoio à Rainha, tanto no Reino Unido como no exterior, a Duquesa dedica o seu tempo a apoiar várias instituições de caridade e organizações”, lê-se na página.

A “forte consciência para as questões sociais” e o “trabalho de caridade” que realizou ao longo da vida são também destacados, em particular o voluntariado que fez em Los Angeles, quando era criança e adolescente.

“Com 11 anos, fez uma campanha de sucesso para que uma empresa mudasse o seu anúncio de televisão que usava uma linguagem sexista para vender detergente para a loiça.”

É ainda referido o trabalho que Meghan desenvolveu na organização One Young World, um fórum que junta “jovens líderes de forma a desenvolver soluções para alguns dos assuntos mais urgentes do mundo”, na ONU para a participação política e liderança das mulheres e na World Vision, destacando o sua viagem ao Ruanda para uma campanha por água potável.

A página conta ainda com uma pequena biografia da norte-americana de 36 anos. Dá conta que Meghan estudou Teatro e Relações Internacionais na Northwestern University em Evanston (Ilinois), sendo que, durante a universidade, fez um estágio na embaixada de Buenos Aires, onde aprendeu a falar espanhol.

A carreira da Duquesa é também mencionada, destacando o seu papel na série de televisão “Suits”, e é também referido o seu site “The Tig”, “plataforma” onde a ex-atriz “discutia problemas sociais como a igualdade de género, além de ter artigos sobre viagens, comida e moda”.

“Juntamente com o príncipe Harry, a Duquesa passou vários meses desde o anúncio do noivado a visitar comunidades locais e organizações no Reino Unido tanto a nível público como privado”, refere ainda a página.