A construtora Teixeira Duarte assinou um contrato para a venda da sociedade Lagoas Park, que rege o empreendimento de escritórios em Oeiras. A operação será concretizada através da alienação da participada  Teixeira Duarte – Gestão de Participações e Investimentos Imobiliários, por um valor que ainda está a ser apurado. De acordo com um comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários, a operação terá um impacto de 25 milhões de euros nos resultados da empresa. O comprador é uma subsidiária do fundo europeu de “private equity” Kildare.

A sociedade Lagoas Park é proprietária de 13 edifícios de escritórios com cerca de 85.000 m2 de espaços verdes, lagos e cascatas e mais de 5.000 lugares de estacionamento, 12 restaurantes, um hotel de 4 estrelas, um centro de congressos, um health club, parque de estacionamento público, um colégio e uma galeria comercial com serviços diversos, integrados num empreendimento imobiliário designado de “Lagoas Park”, sito em Porto Salvo, Oeiras, “onde estão instaladas grandes empresas de renome”.

A construtora da família Teixeira Duarte, que chegou a ser maior acionista da Cimpor, tem vindo a vender vários ativos desde a crise que afetou o setor da construção. Recentemente foi noticiada a intenção de alienar a participação que detém na concessionária das pontes sobre o Tejo, a Lusoponte.

A Kildare Partners é um fundo privado fundado em 2013 em Londres pelo milionário americano de origem irlandesa Ellis Short.