O futebolista português Rubén Semedo foi libertado. O central do Villarreal — que foi suspenso pelo clube e não está a receber salários — abandonou o Centro Penitenciário de Picassent depois de 142 dias de prisão preventiva. Semedo foi acusado de tentativa de homicídio, agressões, ameaças, sequestro, posse de arma ilegal e roubo com violência.

Rúben Semedo pode sair em liberdade depois de pagar fiança de 30 mil euros

Na notícia avançada pelo jornal espanhol Marca lê-se que a juíza de Instrução encarregue deste caso decidiu libertar o ex-defesa do Sporting depois de um pedido formal realizado pelo advogado do mesmo, Miguel Ferrer. Semedo terá pago 30.000 euros de fiança e deverá cumprir uma série de condições: terá de se manter a uma distância de 300 metros da vítima e não poderá frequentar os lugares onde a mesma costuma estar. Além disso, está obrigado a comparecer no tribunal uma vez por semana.

Rúben Semedo: ascensão e queda em quatro momentos-chave da vida do miúdo do Benfica que foi parar ao Sporting

Recebido pela mãe e pelos amigos mais próximos, Semedo saiu da prisão às 19h desta sexta-feira, 13 de julho. O jogador decidiu não prestar quaisquer declarações e vai manter-se à espera do julgamento definitivo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Já é conhecida a decisão do Villarreal: vai emprestar o jogador. Segundo a Marca, Semedo tem um novo contrato com o clube canarinho porque o anterior foi rescindido, depois de ter sido suspenso. Os planos a curto/médio prazo devem passar por uma tentativa de revalorização do jogador para que na próxima época possa ser vendido a um preço mais atrativo — já que o clube espanhol gastou 15 milhões a resgatá-lo ao Sporting.