“As minhas amigas foram descritas como ‘gordas’ pelo maior jornal italiano”, escreveu Chiara Ferragni numa publicação no Instagram, no último domingo. A blogger e socialite italiana, com mais de 13 milhões de seguidores, voou até Ibiza com nove amigas, para celebrar a sua despedida de solteira. Na manhã de domingo, terá sido surpreendida pelo título do Corriere della Sera: “Chiara Ferragni, o seu cabelo rosa e as suas amigas ‘sósias’ (redondas e felizes)”. Segundo o site italiano BitchyF, o artigo no site do dito jornal incluía ainda a expressão “não muito magras” na legenda de uma das fotografias da fotogaleria.

As insinuações não caíram bem à blogger de 31 anos. “Acho nojento passar-se uma mensagem como esta, especialmente quando tantas raparigas se debatem com a identidade dos seus corpos e com a sua autoestima”, escreveu na mesma publicação. Os comentários de apoio não tardaram e chegaram às centenas. Pouco tempo depois, o jornal alterou o título… duas vezes. Na primeira, trocou o adjetivo “redondas” por “atléticas”, acabando, cerca de duas horas mais tarde, por eliminar a descrição entre parêntesis e assumir “Chiara Ferragni, o seu cabelo rosa e as suas amigas ‘sósias'” como título final.

Chiara não foi a única do grupo a manifestar repulsa pelo body shaming. Rachel Zeilic, uma das amigas do grupo, também usou o Instagram para reagir. “Foi muito difícil para mim publicar esta fotografia. Não encolhi a barriga quando ela foi tirada, por isso vocês conseguem ver a minha barriguinha (cheia daquelas massas deliciosas que tenho comido nestas últimas semanas na Europa). Mas hoje o maior jornal de Itália publicou um artigo sobre a despedida de solteira da Chiara a chamar a amigas dela de gordas”, pode ler-se.

View this post on Instagram

It was really hard for me to post this picture. I didn’t suck my tummy in when it was taken and so you can see my belly (full of lots of yummy pastas I’ve been eating the last few weeks in Europe). But today Italy’s biggest newspaper published an article about Chiara’s bachelorette calling her friends FAT. In fact, the whole purpose of the article seemed to be to comment on our bodies, who has gained or lost weight, the shape of our bums etc… Normally my response to haters and body shamers is to ignore them, or to kill them with kindness, as I usually figure they’re suffering through something themselves and that’s why they are mean. But the fact that this is a professional journalist writing for an established newspaper is absolutely unacceptable. I’m so upset, not for us, we’re all happy and confident, but for the message it sends to all the women out there. It should be illegal! Italian followers please write to the Corriere and tell them you don’t support body shaming and will not accept this kind of articles in the future. A woman’s worth is more than just her weight! Not that it matters, because you should never say anything about anyone’s body, but what’s even more wild is that all the girls on this trip are so thin! I don’t know what kind or impossible standards were setting here. As the only one of the group who could even be described as remotely “curvy” I feel extra responsibility to remind everyone that thinness does not equal happiness. Bodies come in all shapes and sizes. I’m thankful that mine is healthy and takes me on so many wonderful adventures! Ladies, please remember that CONFIDENCE is the sexiest thing. You are all lovely and loved! #bodyshamingisforlosers

A post shared by Rachel Zeilic (@rachelzeilic) on

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O noivado de Chiara com Fedez aconteceu em maio do ano passado. O cantor italiano surpreendeu a blogger durante um concerto, tendo feito o pedido em cima do palco. Entretanto, foram pais. Chiara deu à luz em março, o bebé chama-se Leone.

“Kiss my fat ass”. As celebridades que responderam ao body shaming

Neste caso, foi a própria imprensa, mas os comentários maldosos à forma física das celebridades são algo frequente e chegam de todo o lado, de meros seguidores a outras figuras públicas. Em outubro de 2014, Jessica Athayde esteve na mira do bodyshaming, depois de ter desfilado em biquíni na ModaLisboa. Na altura, o atriz foi apontada por estar com peso a mais para participar num desfile de swimwear. Jessica respondeu às críticas, referindo: “Estão a cultivar as inseguranças, as desordens alimentares, a escravidão da imagem”.

Tal como aconteceu com Jessica, em que várias figuras públicas, entre as quais Sara Sampaio, Rui Unas e Dvid Fonseca, vieram defendê-la das críticas, também a história protagonizada por Serena Williams e J. K. Rowling assimiu contornos semelhantes. Depois da escritora ter publicado no Twitter uma fotografia sua com a tenista, um seguidor afirmou que o corpo de Serena era “definido como o de um homem”. Rowling não gostou e respondeu diretamente na mesma rede social e com uma imagem de Serena num vestido vermelho: “Ela está definida como um homem? Claro, o meu marido fica assim com um vestido. Você é um idiota”.

Em abril de 2015, depois de um seguidor ter comentado de forma depreciativa a sua forma física, Selena Gomez também usou o Instagram para ripostar e fê-lo partilhando uma fotografia sua de fato de banho. “Adoro estar feliz comigo”, escreveu.

No mesmo ano, a britânica Katie Hopkins foi, no mínimo, maldosa para a cantora Kelly Clarkson. “Jesus, o que é que aconteceu à Kelly Clarkson? Será que ela comeu os cantores dos coros? Felizmente, tenho um ecrã panorâmico”, escreveu no Twitter. A cantora, que tinha sido mãe há um ano, respondeu publicamente. “Nunca me importei com o que as pessoas pensam. Muito menos agora, que tenho uma família — não procuro mais nenhuma aceitação”, afirmou.

Em 2014, também depois de ter dado à luz, Kim Kardashian sentiu necessidade de se defender publicamente. “Arranjem uma vida! Usarem fotografias minhas seis quilos mais magra (antes de ter tido o meu bebé) e compararem-nas com o meu corpo agora! Continuo a ter peso para perder. Qualquer pessoa que tenha tido um bebé sabe como é difícil perder peso (especialmente os últimos quilos) e que o corpo muda”, explicou no Twitter.

No limite, a melhor resposta ao body shaming é mesmo a de Tyra Banks. Há 11 anos, um paparazzi fotografou a ex-modelo na praia. As imagens foram publicadas e as críticas ao físico de Tyra pouco simpáticos. Banks voltou a vestir o fato de banho e respondeu em direto no seu talk show com a célebre frase: “Kiss my fat ass” (Beija o meu rabo gordo).